Resenha #743: Uma Tentação Perigosa - Lisa Kleypas (Arqueiro)

Título: Uma Tentação Perigosa
Título Original: Devil in Disguise
Autor: Lisa Kleypas
Série: Ravenels #7
Páginas: 288
Ano: 2021
Editora: Arqueiro
Sinopse: Lady Merritt Sterling, uma jovem viúva que dirige a empresa de navegação do falecido marido, sabe que tudo que a sociedade londrina quer é flagrá-la em um escândalo. Até agora, ela foi inteligente o suficiente para não lhe dar essa satisfação.
Mas ao conhecer Keir MacRae, um destilador de uísque escocês rude e lindo de morrer, todos os seus planos sensatos podem virar fumaça. Embora sejam de mundos totalmente diferentes, a atração que surge entre os dois é poderosa e irresistível.
Quando Keir chega a Londres, tem os seguintes objetivos: não se apaixonar pela deslumbrante lady Merritt e evitar ser assassinado. Até agora, nenhum dos dois está indo muito bem. Seu mundo está de cabeça para baixo e a única pessoa em quem ele confia é ela.
Conforme o perigo se aproxima, Merritt fará o que for preciso para salvar o escocês, enquanto ele precisa descobrir se é capaz de oferecer a única coisa que ela deseja mais que a segurança dele: seu amor.

Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, não se preocupe
Essa resenha é livre de spoilers

Merritt Sterling é uma jovem viúva que dirige uma empresa de navegação. Keir McRae é um destilador de uísque escôces bonito e charmoso. As faíscas da atração acontecem desde seu primeiro encontro, mas alguém deseja fazer mal para Keir e Merritt está disposta a enfrentar um escândalo na sociedade para ajuda-lo.

Merritt e Keir são bons protagonistas. Ela é bastante decidida, leal e protetora; saiu muito bem à sua mãe (Lilian, de Era Uma Vez No Outono). Ele é humilde e honesto. Os dois possuem uma ótima química, suas interações são divertidas, principalmente por Merritt não ser tão contida em suas falas. Ambos não são de ficar resistindo ao sentimento, o que foi bom para o ritmo da leitura.


Em inglês, o título é Devil in Disguise e já sabemos que a Lisa sempre usa Devil para um certo personagem. Bem... não escondo de ninguém que não sou muito fã dele, principalmente porque a Lisa insiste em querer forçar uma atenção no personagem e no casal quando aparecem nas outras histórias e pra mim isso quebra um pouco o ritmo. Quanto à sua participação e relação à história, é um tanto forçada a situação, mas vamos seguindo o baile.

Em relação à ameaça a vida de Keir, que está interligada justamente com o dito personagem ali em cima, eu senti que a Lisa estendeu demais esse plot. A solução dele foi bem chinfrim e muito fácil, sem nenhuma emoção. E eu nem vou chegar e falar do epílogo, que foi uma frustração total aquilo. Eu esperava Ravenels, recebi As Quatro Estações do Amor novamente.

Sinceramente eu fui ler esse livro com zero expectativas e finalizei da mesma forma que comecei: sem entender por que que ele está na série dos Ravenels, se os próprios personagens da família Ravenel nem dão o ar da graça. Temos pequenas participações de Ethan, Garrett e Phoebe, mas quem tem mesmo destaque (inclusive ofuscando o próprio casal e a história) são casais da série As Quatro Estações do Amor. Nada me tira da cabeça que a Lisa sim planejava uma série com os filhos dos casais dessa série, mas acabou desistindo. O resultado é esse livro.

Resenhas anteriores
Livro 1 - Um Sedutor sem Coração (Cold-Hearted Rake)
Livro 2 - Uma Noiva para Winterborne (Marrying Winterborne)
Livro 3 - Um Acordo Pecaminoso (Devil in Spring)
Livro 4 - Um Estranho Irresistível (Hello Stranger)
Livro 5 - Uma Herdeira Apaixonada (Devil's Daughter)
Livro 6 - Pelo Amor de Cassandra (Chasing Cassandra)

2 Comentários

  1. Olá, Luiza.
    Quando esse livro foi anunciado eu fiquei pensando onde ela ia arranjar um Ravenel para ser o protagonista. e agora vi que nem ela sabia hehe. Porque não colocou como spin-off de As quatro estações do amor então?

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu, tudo bem?
    Assim como você, não entendo o que esse livro faz nessa série. Detalhe: Pecados no Inverno não é meu livro favorito, então nem fico empolgada quando o casal surge como participação especial.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)