Resenha #638: A Kingdom Of Flesh And Fire - Jennifer L. Armentrout (Blue Box Press)

Título: A Kingdom of Flesh and Fire
Título Original: ---
Autor: Jennifer L. Armentrout
Série: Blood and Ash #2
Páginas: 637
Ano: 2020
Editora: Blue Box Press
Sinopse*: O amor é mais forte do que a vingança?
Uma traição

Tudo em que Poppy sempre acreditou é uma mentira, incluindo o homem por quem ela estava se apaixonando. Lançada entre aqueles que a vêem como um símbolo de um reino monstruoso, ela mal sabe quem ela é sem o véu da Donzela. Mas o que ela sabe é que nada é tão perigoso para ela como ele. O Sombrio. O Príncipe de Atlantia. Ele quer que ela lute com ele, e essa é uma ordem que ela fica mais do que feliz em obedecer. Ele pode tê-la levado, mas nunca a terá.
Uma escolha
Casteel Da'Neer é conhecido por muitos nomes e muitas faces. Suas mentiras são tão sedutoras quanto seu toque. Suas verdades tão sensuais quanto sua mordida. Poppy sabe melhor do que confiar nele. Ele precisa dela viva, saudável e inteira para atingir seus objetivos. Mas ele é a única maneira de ela conseguir o que deseja - encontrar seu irmão Ian e ver por si mesma se ele se tornou um Ascended sem alma. Trabalhar com Casteel em vez de contra ele apresenta seus próprios riscos. Ele ainda a tenta a cada respiração, oferecendo tudo o que ela sempre quis. Casteel tem planos para ela. Planos que poderiam expô-la a um prazer inimaginável e uma dor insondável. Planos que a forçarão a olhar além de tudo que ela pensava que sabia sobre si mesma - sobre ele. Planos que podem unir suas vidas de maneiras inesperadas para as quais nenhum reino está preparado. E ela é muito imprudente, muito faminta, para resistir à tentação.
Um segredo
Mas a inquietação cresceu em Atlantia enquanto aguardam o retorno de seu príncipe. Os sussurros da guerra tornaram-se mais fortes e Poppy está no centro de tudo. O rei quer usá-la para enviar uma mensagem. Os Descendents a querem morta. Os lobos estão ficando mais imprevisíveis. E à medida que suas habilidades de sentir dor e emoção começam a crescer e se fortalecer, os Atlantians começam a temê-la. Segredos sombrios estão em jogo, aqueles mergulhados nos pecados encharcados de sangue de dois reinos que fariam qualquer coisa para manter a verdade oculta. Mas quando a terra começar a tremer e os céus começarem a sangrar, pode ser tarde demais.

ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, pode conter spoiler

A Kingdom of Flesh and Fire tinha tudo para ser uma ótima continuação, mas a autora pecou no seu desenvolvimento. O principal problema aqui é o tamanho do livro. De mais de 600 páginas, eu consigo salvar somente umas 200 que possuem informações relevantes à história e acontecimentos interessantes.

Eu li uma resenha que a pessoa comentou que leu somente os primeiros 20% do livro e pulou pros 20% finais e não sentiu falta de nada que foi apresentado nesse meio tempo. Finalizado o livro, acredito que deveria ter feito isso já que nessa porcentagem são os únicos momentos de informação útil e você realmente não perde muita coisa nesses 60% do meio do livro.

Após tudo que foi apresentado ao final de From Blood and Ash, essa continuação começou bem. Apesar do jorramento de informações que a autora dá de uma vez nos capítulos iniciais, elas te dão um maior conhecimento sobre seu universo. Porém a partir daí tudo desanda.


O que mais me irritou e atrapalhou minha leitura, que me levou mais de dois meses para finalizar, foram as repetições de frases e conversas entre os personagens. Nas primeiras três vezes foi até engraçadinhas as piadas sobre Poppy gostar de esfaquear as pessoas, mas depois isso essa espécie de piada interna feat foreplay de sexo feat alívio cômico envelheceu como leite.

Outro ponto também que cansa é a constante repetição de como a Poppy é uma pessoa bondosa e generosa com todo mundo, mesmo com aqueles que não merecem. Esse é um traço da personalidade da protagonista que já conhecemos e é uma situação que é bem melhor mostrar do que colocar meio mundo de homens repetindo sempre. 

Quando a Poppy, ela me estressou mais do que eu pensei que seria possível. Entendo sua desconfiança em acreditar em tudo que lhe é dito depois do que passou, mas pra alguém que se diz que desconfiava de muita coisa sobre seu reino e os Ascended, ela entrava em uma negação constante, mesmo quando a verdade era esfregada na cara dela.

Em relação a Casteel, bem... sua verdadeira identidade ao final do livro anterior não foi nenhuma surpresa pra mim. Por um lado, gostei de ver quem é ele de verdade e suas motivações. Apesar de ser mais um mocinho genérico de fantasias, até que ele era interessante de se acompanhar visto que ele era principal fonte de informações sobre a história e política de Atlantia.

Em relação ao romance, também achei bastante genérico. Há realmente um desenvolvimento entre os dois, principalmente da parte de Poppy. Mas suas interações, bem... Poppy entrava em seu estado de negação e o repertório do Hawke parece ter saído direto de Corte de Névoa e Fúria, já que suas declarações e incentivos em relação à Poppy soaram muito como Rhysand e suas conversas motivadoras com Feyre. A sensação de deja-vu nas conversas foi bem forte. 

O que salva mesmo o livro são os personagens secundários. Gostei bastante de Kieran e sua estranha amizade com Poppy. O wolven também era uma boa fonte de informação para mim e a ex-Maiden. Inclusive todo esse núcleo tem bastante potencial, mas todas as suas participações sempre eram voltadas somente ao drama Poppy e Casteel.

Como falei lá em cima, nos 20% finais temos finalmente um pouco de ação, mas pra quem escrevia capítulos quilométricos sobre os dias maçantes de vários nadas, achei que a autora pecou e muito ao finalizar o embate em apenas dois capítulos. A sensação que tenho desse livro é que ela se perdeu no desenvolvimento e quis compensar tudo nos capítulos finais.

Assim como o livro anterior, o final é chocante, mas pra mim foi bem aleatória e meio broxante aquela nova informação. Admito que a sequência que levou a isso foi bem escrita, mas acho que eu já estava tão cansada da leitura em si que quando chegou no final e aquilo foi jogado em nossa cara, eu fiquei “é isto?”.

No fim das contas, apesar da história no geral ser bastante intrigante, não sei bem se darei continuação a série no futuro. Pode não parece, mas fico triste admitindo isso porque o mundo que a Armentrout criou é interessante e ela parecer ter bem mais a desenvolver, mas eu já percebi que a autora é muito prolixa, enrolando demais pra chegar no interessante e correndo no seu desenvolvimento.

O terceiro livro está com previsão de lançamento agora para abril e se chama The Crown of Gilded Bones. Pelo que li da sinopse e o tamanho do livro, prevejo que minha experiência com esse aqui seria repetida. Então, essa série vai ficar na companhia de God pois estou retirando a minha.

A série inicialmente estava programada para quatro livros. essa semana a autora informou que, além dos quatro, terá mais um extra na visão de Casteel e mais dois spin-off. Só desejo muita boa sorte e paciência para quem for continuar nessa série.

Resenhas anteriores

11 Comentários

  1. Oi Lu,
    Eu gosto da autora, já tive boas experiências com ela, mas por ser em inglês, nem me animei a conferir essa série. Acho que vou continuar assim, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ai Lu, sinceramente só tem você para levar a sério a respeito dessa obra. Todas as resenhas que eu vejo são aparentemente boas, mas eu vi que desde o primeiro livro as coisas não se sustentam durante muito tempo, motivo que me faz ter preguiça de começar. E provavelmente nem lerei.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu! Tudo bom?
    Eu acompanhei seu sofrimento com esse livro, e se já não tinha vontade de ler o 1, esse menos ainda UHAUSUHSAHUSAUHSA tive uma experiência ruim com livros da autora e zero vontades de tentar.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu

    Mas é uma onde de dar nome ao livro do tipo reino/corte/whatever de X and Y, hein? Enfim.
    Que pena que rolou todas essas bagaças aí. Eu até que li o livro dela lá nos ets e gostei do primeiro, mas nunca terminei a série.
    Dessa série aí passo longe.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Eu peguei o livro 1 e nunca comecei a ler, agora mesmo que acho que não vou começar.
    Acho um desperdício, pois pela sinopse o livro parece bom, mas a experiência com a leitura deixa a desejar.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu! Eu gosto da autora é uma pena ver que nesta série ela parece não ter sido muito feliz. Para você abandonar assim, deve mesmo ter sido uma leitura muito cansativa. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu, tudo bem?
    Não conhecia a autora nem a série, mas agora também não pretendo rs. Já não curto muito calhamaços, e sabendo que é meio inútil o tanto de páginas, fico ainda mais frustrada.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Puxa, que pena que o livro não foi bom, eu gosto da autora, ela me fez até gostar dos ETs dela rsrsrsrs mas vou ficar com os romances mesmo.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Eu amo as capas desses livros e confesso que já fui atrás de fanart e talvez tenha pegado um ou dois spoilers, porém não entendi o contexto. Eu leria pela proposta ser interessante, mas fico receosa de decepcionar.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  10. É uma série maravilhosa, gostei muito, aguardando o livro 4

    ResponderExcluir
  11. Hahaha, adorei sua resenha. Bem sincerona, compartilho totalmente sua opinião. Terminei o primeiro livro por pura força do ódio, mas não vou me obrigar a continuar com os próximos. Podem dizer que a mocinha é ingênua, mas só eu só conseguia revirar os olhos. Muito sonsa e tapada. Larguei de mão

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)