Resenha #463: A Biblioteca Invisível - Genevieve Cogman (Morro Branco)

Share:
Título: A Biblioteca Invisível
Título Original: The Invisible Library
Autor: Genevieve Cogman
Série: The Invisible Library #1
Páginas: 368
Ano: 2016
Editora: Morro Branco
Sinopse: Irene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. Junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando chegam, ele já foi roubado.
As principais facções do submundo londrino estão prontas para lutar até a morte para achá-lo, e a missão de Irene é dificultada pelo fato de que o mundo está infestado pelo Caos - as leis da natureza foram distorcidas para permitir a existência de criaturas sobrenaturais e mágicas imprevisíveis.
Enquanto seu novo assistente guarda seus próprios segredos, Irene logo se vê envolvida em uma aventura repleta de ladrões, assassinos e sociedades secretas, onde a própria realidade está em perigo e falhar não é uma opção.



A Biblioteca Invisível era uma história que sempre chamou curiosidade, mas os comentários não eram dos melhores. Para esse primeiro livro, fui sem nenhuma expectativa e fui surpreendida com uma história bem envolvente.

Era de opinião geral de quem não curtiu muito esse primeiro livro foi a confusão do universo. Afinal, que raios é essa Biblioteca? Como achei esse plot de biblioteca e espiões bastante parecidos com o da série The Librarians, pra mim não foi difícil me familiarizar com o universo criado pela Genevieve. No fim das contas, A Biblioteca é uma entidade-lugar que fica fora do tempo-espaço e é rodeada de mistérios. Sua finalidade é mandar espiões a universos chamados alternativos para que eles "resgatem" edições raras de livros que podem não existir em outro alternativo.

Irene é uma protagonista bastante interessante de se acompanhar. Inteligente, sensata e bastante racional, Irene é leal à Biblioteca. Apesar de focada nas suas missões, ela tenta ao máximo não influenciar nos lugares em que é enviada. Nesse primeiro livro, ela tem como uma espécie de estagiário chamado Kai e juntos os dois formam uma ótima dupla. O novato é um homem misterioso, mas não menos digno de confiança da espiã.

Nesse volume não há romance, apesar dos indícios de um causado por flertes e provocações entre Irene e Kai. Ambos não escondem a atração que existe um pelo outro, mas Irene prefere não se envolver com o novato pelo simples fato que isso poderia gerar muitos problemas no futuro. Particularmente, mesmo que não role nos futuros livros algo a mais entre os dois, a amizade, companheirismo e confiança existe entre eles é o suficiente pois ambos funcionam muito bem juntos.

O que nos leva a um detalhe que pode ter passado despercebido entre os leitores é a sexualidade de Irene. Não ficou explícito na história, mas se formos ler nas entrelinhas algumas declarações da espiã dá a entender que ela já havia se relacionado com homens e mulheres e isso fez com que meu bi-radar apitasse loucamente.

Com já deixei claro em outras resenhas, orientação sexual não define meus sentimentos por personagens no geral, mas também não vou deixar de comemorar ao ver o B do vale sendo representado, principalmente na fantasia, visto que a comunidade bi que ainda sofre bastante preconceito dentro do grupo lgbt+. Só me resta torcer para que não seja nenhum queerbait. Pelo que consegui captar da história, pode ser que a autora não dê muito destaque explícito a esse traço da personalidade de espiã - já que Irene é uma mulher bastante reservada sobre sua vida pessoal -, mas também não é algo que eu não poderia deixar de comentar e torcer para se realizar de forma decente.


Além de Kai, temos outros coadjuvantes que se destacam. Vale é quase uma espécie de Sherlock Holmes e de bastante ajuda para Irene e Kai. Bradamant é uma espécie de nêmesis de Irene, mas também é dedicada à Biblioteca. Apesar da animosidade e uma bad blood no meio das duas, quando necessário elas juntam forças para evitar que o livro caia em mãos erradas.

Nesse primeiro livro, também somos apresentados ao que, possivelmente, será o vilão de toda a série. Alberich é um ex-bibliotecário que se revoltou contra a entidade e agora é tido quase como o Voldemort do local. Após algumas revelações na reta final, fiquei desconfiada que ele tenha alguma ligação com Irene, mas isso serão cenas dos próximos livros.

O universo criado por Genevieve é bem embasado. Aqui temos um tipo de multiverso cujos mundos são chamados de alternativos e a Biblioteca com suas portas secretas os conecta. Os chamados alternativos dão um toque steampunk no meio da fantasia pois Irene pode cair em um alternativo cuja magia é forte e que seja habitado por vampiros e feéricos, ou ela pode parar em um alternativo comum sem magia, com o nosso. Esses alternativos com seres mágicos são influenciados pelo Caos - quando as forças são distorcidas e isso permite a vivência desses seres mágicos.

Há uma infinidade de alternativos e creio que essa conexão com a Biblioteca seja explorada mais na frente.Também há a questão da Linguagem, uma espécie de idioma em construção próprio de quem é espião da Biblioteca. Achei bem interessante seu funcionamento, apesar de soar um tanto estranho suas ordens e comandos.

A escrita da Genevieve tem uma cadência envolvente e bem fluída. Ao longo da história, vamos aprendemos mais sobre a Biblioteca e como ela funciona. O mistério fica por conta do desaparecimento de um livro bastante importante para algumas pessoas, e elas estão dispostas a tudo para tê-lo em mãos.

A Biblioteca Invisível é um ótimo início de série e cumpriu bem seu papel introdutório. O final, apesar de ser um tanto fechado, deixou aberta portas para novas aventuras.

17 comentários:

  1. Oi, Lu! Tudo bom?
    Eu quero MUITO ler essa série, mas ao mesmo tempo me contenho porque quero fazer aquele esquema de ler tudo de uma vez - e por enquanto só tô com o primeiro volume aqui. E PERSONAGEM BISSEXUAL AMOOOO

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu
    Ao contrário de você, os comentários me fizeram não querer ler a obra, infelizmente. Eu até gosto da capa, mas não sou chegada na fantasia de toda forma.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Luisa.
    Eu sempre fico interessada em livros do gênero. Mas dai li as resenhas desse e fiquei com um pé atrás. Eu achei meio confuso e não sei se ia aproveitar tanto a leitura. Mas quem sabe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu,

    Eu vi resenhas negativas e positivas sobre esse livro, mas tenho muita vontade de ler para ver o que acho.
    Espero curtir a história assim como você.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu

    Eu confesso que nem lembro de ter lido resenhas desse livro. Vi poucas pessoas lendo ele, e como não curto o gênero...
    Tomara que os demais volumes sigam com a evolução da história e que o vale bissexual seja honrado, amém!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oiê, tudo bem?
    Ainda não havia ouvido falar sobre esse livro, mas achei o enredo bem interessante. Por um momento, me lembrou um pouco aquela duologia da Victoria Schwab (A guardiã de histórias), mas a história vai para um lado bem diferente :)
    Bjs
    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
  7. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. só pelo titulo e a capa o livro já chama bastante a atenção, adorei sua resenha e fiquei bem curiosa pra ler

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Adorei a temática desse livro, achei bem interessante e principalmente com a protagonista feminina :) Legal que tem um personagem bissexual, é bem difícil de ver. Gostei da resenha!

    Beijos

    L de Saturno

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu!
    Apesar de amar fantasia eu tenho muito pe atras com essa e com aquela do Inverno q ces falam. Eu acho que eu posso gostar mas tambem posso detestar. Nao sei se a pegada me anima. Nao curto muito livro que faz grandes introducoes. Ja sou lerdo pra ler.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu! Já li resenhas que de fato não elogiaram muito a obra e a descreveram como confusa e cansativa, mas a sua resenha me deu uma visão diferente do livro e o fez parecer muito intrigante. Feliz Natal! Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Sempre li muitos elogios e resenhas negativas a respeito desse livro. Porém confesso que nunca senti interesse por essa leitura. Fico feliz em saber que a escrita da autora é fluída, e que este primeiro livro conseguiu cumpri muito bem sua fase introdutória, espero que os próximos livros sejam tão bons quanto esse.

    ResponderExcluir
  13. Está aí um livro que me deixaria bem confusa!rsrs Apesar de estar investindo mais na leitura de fantasias, ainda não estou preparada para uma como essa, que mistura tantos universos alternativos e tem uma entidade-lugar que eu dificilmente conseguiria compreender. Mas confesso que fiquei curiosa sobre o tal livro que todos querem pegar, imagino que esse livro vai ser muito importante na história e tenho até medo de descobrir qual o "perigo" dele.

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é muito lindo. Mas, muito mesmo!!! Eu lendo algumas resenhas sobre, e o pessoal comentando e tal desde o lançamento, não sei se seria uma obra do meu agrado. Mas, juro que quase não resisto. AMEI a foto!!!!
    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu tenho muita curiosidade em ler essa série, mas adoraria que a editora publicasse em e-books! Mas li mais resenhas positivas do que negativas desses livros e espero um dia conseguir ler!
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  16. Tenho sempre aquele medinho de começar uma série que os livros não foram todos publicados ainda... mas estou encantada com essa premissa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu vou te confessar que faço parte dos que não gostaram. Eu li logo que foi lançado e estava com expectativas altas demais. Achei a escrita da autora cansativa e não consegui me envolver com nada. A premissa é boa e tinha muito potencial, mas para mim acabou sendo uma leitura mediana.
    Mas que bom que você se surpreendeu e gostou tanto da leitura. Até penso em dar uma chance para as continuações, principalmente por conta da premissa ser boa (além das capas serem maravilhosas), mas não é uma leitura que pretendo fazer no momento.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e que bom que gostou do livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)