Resenha #534: Sombria E Solitária Maldição - Brigid Kemmerer (Plataforma21)

Share:
Título: Sombria e Solitária Maldição
Título Original: A Curse So Dark and Lonely
Autor: Brigid Kemmerer
Série: Cursebreakers #1
Páginas: 504
Ano: 2020
Editora: Plataforma21
Sinopse: QUANDO UM REINO É AMALDIÇOADO, O AMOR FLORESCE NOS LUGARES MAIS SOMBRIOS.
O reino de Emberfall está sob ameaça. Amaldiçoado por uma poderosa feiticeira, o príncipe Rhen foi condenado a repetir seu aniversário de dezoito anos por sucessivos outonos. E, com a chegada desta estação, ele se transforma num monstro que destrói tudo e todos que cruzam seu caminho. A maldição só será quebrada se uma garota se apaixonar por ele.
A vida de Harper nunca foi fácil. A garota nasceu com uma restrição de movimento causada por uma paralisia cerebral. O pai da jovem abandonou a família há muito tempo, e sua mãe está morrendo. Além disso, seu irmão assumiu as dívidas do pai e está envolvido com gente barra-pesada. Porém, um dia, ela tenta salvar uma desconhecida nas ruas de Washington DC e é atraída para um reino encantado.
Harper não sabe onde está ou em que acreditar. Um príncipe? Uma maldição? Um monstro? Mas, quanto mais ela convive com Rhen nessa terra amaldiçoada, mais ela compreende o que está em jogo. Ao mesmo tempo, o príncipe percebe que Harper não é só mais uma garota – ela é sua única esperança. Entretanto, forças poderosas se erguem contra Emberfall e será necessário mais do que uma maldição quebrada para salvar Harper, Rhen e seu povo da ruína total.


Sombria e Solitária Maldição é mais uma história que bebe da fonte de A Bela e a Fera. Infelizmente sua execução não foi das melhores, como observado na nota.

Brigid é uma autora que sempre ouvi elogios de seus romances YA, mas nunca havia lido nada dela antes desse livro. Admito que ela tem uma boa escrita, sendo bem fluída e com um ótimo ritmo. Entretanto, houveram algumas cenas que me deixaram confusa em relação ao que estava acontecendo por conta da narração.

Harper é uma protagonista que, pra mim, começou bem mas foi se perdendo durante a história. Rhen é um personagem que em momento algum eu conseguir sentir o mínimo de empatia pela sua situação. Os dois juntos são um casal que eu realmente não consegui me importar com o que acontecia ou deixava de acontecer durante a história.


Creio que o único personagem que se salva nisso tudo é Grey, que praticamente entra mudo e sai calado em quase todas suas aparições. Inclusive, eu consegui sentir uma química entre ele e Harper do que ela e Rhen (se o próprio Rhen dá voz a isso durante o livro, quem sou eu para contrariar).

Uma outra personagem que tinha um bom potencial era Lilith, a dona da maldição. Seu papel lembra muito a de Amarantha (Corte de Espinhos e Rosas), mas no final ela ficou bastante caricata. Eu não consegui sentir toda essa maldade que ela exalava e causava tanto medo entre os personagens.

Vi muita gente reclamando que ele é uma cópia de Corte de Espinhos e Rosas, ou que é bastante parecido em várias situações. Vale lembrar que os dois são releituras de A Bela e a Fera, então vão soar parecidos sim. A única diferença é que Sombria e Solitária Maldição não envolve feéricos.

Apesar do final dar tipo um ar definitivo para a história, o epílogo era para dar um gancho para o segundo livro. Particularmente achei bem chinfrim aquela situação e com certeza não despertou meu interesse em continuar essa série. Mas para quem gosta de releituras de A Bela e A Fera, pode ser que a experiência com esse livro seja diferente da minha.

11 comentários:

  1. Olá, Luiza.
    Eu amei essa capa e fiquei muito interessada na sinopse. E esses dias teve uma promoção no site da editora que quase comprei ele. Mas já tinha lido algumas resenhas negativas dele e acabei desistindo. Vi que fiz bem hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Este foi um livro que li assim que lançou e como só vi gente elogiando fiquei com vergonha de fazer uma resenha expondo meu ponto de vista verdadeiro. Aliviei a barra do livro e confesso que torci para que alguma editora nacional o trouxesse.

    Hoje eu reconheço que este livro é fraco,mal executado em todas as partes que tornam uma história boa e lamento que a Plataforma 21 tenha trazido essa história. Mas não mais ao descobrir que é uma trilogia. Pra quê?

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui.

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Looks da Daiane

    ResponderExcluir
  4. Oii Lu
    Eu adorei a sinopse e parecia que seria um livro interessantíssimo, pena que ele não atingiu as expectativas e depois da sua resenha não sei se leria ele.

    Beijinhos!
    http://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu achei a capa tão linda e compraria mesmo kkkkk. Mas acredito que minha experiência possa ser igual a sua. Não sabia da comparação com acotar e gosto bastante de releituras. Mas é bem chato quando o livro tem tantos pontos decepcionantes.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu, capa bonita, enredo interessante, enganou bem rs uma pena!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oii, poxa que chato todos esses detalhes que citou. Eu ando meio desanimada em releituras de contos, dificilmente um autor é bom em ser original nisso. EU gosto muito dos livros da K. M. Mendes, ela deixa um ar de conto de fadas específico em suas obras, mas não entrega totalmente. O título desse livro eu gostei muito, mas a história em si eu não quero me aventurar.
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lu

    Pena as ressalvas. Eu não curto mesmo, tu sabe. E se nem você que é perita curtiu eu é que não me arrisco. Hahahahha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Poxa, eu vim toda sagaz ler a resenha achando que ia gostar... já li dois livros da autora e amei, sinceramente. Mas é uma pena que ela não soube executar bem a fantasia, fiquei chateada porque queria ler hahaha
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Lu! Tudo bom?
    CHOCADA QUE É RUIIIIIIIIIM, e agradecida a deus por não ter comprado quando buzinaram nas minhas orelhas que era bom porque tudo que você apontou na resenha me deu sono. Não me importar com protagonistas é o Ó.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá...
    Ainda não conhecia esse livro, mas, fiquei muito empolgada pra ler! Acho que por não ter lido Corte de Espinhos e Rosas, talvez não me incomode tanto e nem ache tantos defeitos, afinal, pra mim será pura novidade, né? Vou tentar ler ;)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)