Resenha #513: The Night Circus - Erin Morgenstern (Doubleday)

Share:
Título: The Night Circus (BR: O Circo da Noite)
Título Original: ---
Autor: Erin Morgenstern
Série: ---
Páginas: 400 (BR: 365)
Ano: 2011 (BR: 2012)
Editora: Doubleday (BR: Intrínseca)
Sinopse*: Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar.
Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá.
À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam.
Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.



Desde que foi lançado Caraval e muitos fizeram comparação com O Circo da Noite, eu coloquei na TBR, mas nunca rolava a leitura. Esse ano, finalmente consegui lê-lo e, bem... realmente nada é o que parece ser no circo.

Esse foi meu primeiro contato com a escrita da Erin e eu tive um pouco de dificuldade. Sua escrita tem uma certo ar poético, porém é bastante descritiva. Esse detalhe fez com que os primeiros capítulos sejam um tanto cansativos porque ela vai te ambientando naquele universo nos mínimos detalhes, o que é um ponto positivo e negativo ao mesmo tempo.

A história não é contada de forma linear, alternando entre os anos. No início de cada capítulo, temos a informação de onde e quando se passará aqueles acontecimentos, o que pode atrapalhar um pouco a leitura para alguns. E o foco não fica somente entre Celia e Marco; há vários personagens na história, com capítulos focados neles e na sua importância e, relação ao circo.


Um ponto importante a se frisar é o fato de que o verdadeiro protagonista é o Le Cirque des Reves, conhecido como O Circo da Noite. Todos os personagens - principalmente Celia e Marco - possuem suas vidas interligadas intimamente com o circo. Literalmente a atração rouba os holofotes na história. O circo foi criado como um palco do jogo entre Celia e Marco, porém ele se torna uma peça super importante.

Confesso que não sou uma pessoa que curte muito circo (vide uma eterna fobia de palhaços), porém fiquei bastante envolvida nas descrições das atrações d'O Circo da Noite. Nesse ponto, o extremo detalhe da autora é positivo, pois ela faz com que você se sinta ali, andando entre as tendas e vendo tudo aquilo com seus próprios olhos.

Sobre Celia e Marco, eu senti uma falta de profundidade nos personagens. Apesar de estrelarem esse dito jogo, vemos poucas narrações de suas ações. Já em relação ao romance, eu não consegui enxergar esse sentimento grandioso justamente pelas poucas interações entre os dois durante quase 400 páginas de livro.

Apesar de não ter me apegado tanto a Celia e Marco, super me apeguei a Poppet, Widget e Bailey. Essas três crianças se destacam por serem um misto de maturidade e a inocência da idade. Fora que, ao longo da história, eles também se tornam bastante importantes na história do circo.

No fim das contas, O Circo da Noite não foi do jeito que eu esperava, mas não deixou de ser uma boa leitura. Assim como em todas suas apresentações, o circo chegou sem avisar na minha vida e com certeza me marcou para sempre.

*Sinopse retirada da edição da editora Intrínseca

12 comentários:

  1. Ah eu achei muito interessante, amo circo e histórias que acontecem nesse meio.
    Beijinhos ;*

    Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu! Tudo bom?
    Ao contrário de ti eu morria toda vez que tinha cena das crianças e ficava ávida por mais da Celia e do Marco MEU OTP MISTERIOSO MARAVILHOSONSFOIABOUBAOUGAOUBGSAUOGSAGSAO
    A narrativa da autora é uma das coisas mais linda que já li, tô morrendo pelo livro novo dela só por isso.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu
    Já tinha visto a capa desse livro diversas vezes mas nunca tinha chegado a ver sobre o que se tratava, mas achei interessante.
    Beijinhos
    http://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu, eu tenho sentimentos mistos com o circo, mas acho que iria gostar das descrições. Que bom que foi uma boa leitura pra você!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,
    Adorei a temática da história, confesso que nunca li um livro que se passa em um circo, parece muito interessante. Não conhecia a livro, mas agora já vai para a minha lista de próximas leituras.
    Bjssss


    Helo
    https://pensamentossoavento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi lu, não tinha visto esse livro parece ser bem interessante! Beijos

    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu! Tenho este livro faz tempo e ainda não li, ler sua resenha m fez lembrar dele e pensar em colocar na lista de 2020. Tomara que estas muitas descrições não tornem a leitura cansativa para mim. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Olá, Luiza.
    Eu tenho esse livro aqui na estante desde que lançou e até agora não li acredita. E olha que emprestei para o meu sobrinho e ele amou e vive falando para eu ler hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lu

    Como eu disse lá no IG, não tenho problemas com narrativas descritivas. Também não tenho problemas com essa alternância temporal, o que pega para mim é o gênero mesmo.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  10. Oi
    já tive vontade de ler esse livro, até li os primeiros capítulos daqueles livrinhos impresso, mas com o tempo a vontade de ler foi passando, mas que bom que gostou da leitura, mesmo sentindo falta de algo mais nos personagens.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu, tudo bem?
    Eu criei uma paixão enorme com esse livro exatamente por conta das descrições (e olha que eu também não gosto muito, prefiro os diálogos, a ação). Mas quando a Erin conseguiu me fazer sentir o cheiro da comida do circo fiquei apaixonada pela escrita dela. Preciso reler esse livro para ver se ainda provoca o mesmo efeito em mim. Gostaria muito que fizessem dele um filme com uma pegada gótica. Ficaria lindo!

    Até mais;
    Mente Hipercriativa & Universo Invisível

    ResponderExcluir
  12. Oie, Luiza!

    Eu procurei esse livro por todo lugar até que consegui comprar de uma amiga pelo skoob. E só vou ler ele porque adoro o universo de Caraval e o pessoal fica comparando muito. Já vou avisada que a leitura é mais densa.

    Arrasou na resenha!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)