Resenha #405: Um Estranho Sonhador - Laini Taylor (Universo dos Livros)

Share:
Título: Um Estranho Sonhador
Título Original: Strange the Dreamer
Autor: Laini Taylor
Série: Strange the Dreamer #1
Páginas: 544
Ano: 2019
Editora: Universo dos Livros
Sinopse: O sonho escolhe o sonhador, e não o contrário – e Lazlo Estranho, órfão de guerra e bibliotecário júnior, sempre temeu que seu sonho tivesse escolhido mal. Desde os cinco anos, ele era obcecado pelos mistérios de Lamento, uma cidade mítica perdida. O que aconteceu lá duzentos anos atrás que a separou do restante do mundo? Que tipo de deuses existiam lá e foram mortos pelo Matador de Deuses? Essas respostas o aguardam em Lamento, mas também mais mistérios – incluindo a deusa de pele azul que aparece nos sonhos de Lazlo.
Neste romance de tirar o fôlego – indicado para sonhadores dispostos a se aventurar em mundos mágicos, repletos de personagens marcantes e seus conflitos emocionais –, a sombra do passado é tão real quanto os fantasmas que assombram a cidadela de divindades assassinadas.
Aventure-se em um mundo mítico de horror e maravilha, mariposas e pesadelos, amor e massacre.


No segundo Sabá da décima segunda Lua, na cidade de Lamento, uma garota caiu do céu.

A trilogia Feita de Fumaça e Osso é uma das minhas fantasias favoritas da vida. Desde esses livros, meu amor pela Laini Taylor é incondicional. Pois em Um Estranho Sonhador ela conseguiu levar esse sentimento para outro nível.

A escrita da Laini te envolve desde a primeira página da história. Ela sempre teve uma cadência bem poética e com uma fluidez que você nem vê as páginas passando. Nesse livro, o toque de inocência, esperança e sonhos só melhorou o que já era maravilhoso.

[...] você deve saber que existe uma diferença entre estar viva e ter uma vida.

Muito difícil você, seja homem ou mulher, não se identificar com Lazlo. Lazlo é a representação de todos os leitores, que se perdem nas páginas de livros e sempre estão ávidos a garantir mais conhecimento. Lazlo Estranho é uma alma bondosa e altruísta, que não deseja fama e nem sucesso; para Lazlo, o importante é o conhecimento adquirido. Nesse caso, sua única ambição é descobrir o nome esquecido da cidade de Lamento.

Proíba um homem de alguma coisa e ele a anseia como a salvação de sua alma, ainda mais quando aquela coisa é a fonte de riquezas incomparáveis.

Sarai é uma doce alma dividida e conflituosa. A nossa musa dos pesadelos viu e sofreu o que os habitantes de Lamento fizeram com sua família, assim como ela viu o terror que os deuses puseram a cidade durante anos e anos. Seu único desejo é a liberdade de poder ver além dos muros da cidadela suspensa que ela mora.

– Beijo dezenas de pessoas toda noite. [...] Bem aqui. Homens, mulheres, bebês e avós. Eu os beijo e eles tremem. [...] Eu os beijo e eles se entristecem.

Muitos podem achar o início do livro um pouco lento. Bem detalhadamente somos apresentados a Lazlo e Sarai e suas vidas interligadas por conta de uma cidade. Adorei essa construção, que deu tempo para nos apegarmos e entendermos os dois personagens. Quando finalmente se encontram, percebemos o quão parecidos e, ao mesmo, diferentes eles são. Ambos sonham com um mundo onde deuses e humanos vivam em conjunto. Enquanto Lazlo acredita que é possível, Sarai compreende o medo de ambas as espécies sabe que isto é quase para um sonho impossível.

E é assim que você segue em frente. Você dá risada das partes sombrias. Quanto mais partes sombrias, mais você tem de rir. Com rebeldia, com despreocupação, com histeria, da forma como puder.

Alguns reclamaram que o sentimento que nasceu entre Lazlo e Sarai foi muito instalove. Quem me conhece, sabe que eu abomino esse tipo de narrativa, mas aqui foi o que deixou a relação entre os dois mais encantadora. Os próprios personagens não sabem se o sentimento é realmente amor, mas têm a concepção que há uma ligação entre ambos. Uma ligação tão linda e sensível que até eu, com meu bloco de gelo no peito, fiquei tocada e emocionada.


Os personagens secundários também tem seu espaço. Dentre os habitantes de Lamento, Eril-Fane é um homem atormentado pelas suas atitudes no passado, que resultaram na libertação de seu povo dos horrores submetidos pelos deuses. Muitos o veem como herói, mas no fundo ele se sente tudo, menos isso. Em sua mãe, Suheyla, Lazlo encontra uma figura materna que ele nunca teve.

– [...] Todos somos crianças no escuro, aqui em Lamento.

Já na cidadela acima de Lamento, temos os únicos sobreviventes do Massacre. Feral e sua personalidade taciturna e sedenta para entender os livros deixados para trás. Rubi, com uma personalidade tão ardente e viva quanto seu nome. Pardal, doce e introvertida com um coração cheio de bondade. E, por último, Minya, a única dos cinco a realmente se lembrar do dia que suas vidas mudaram. Seu ser é todo e completo de ódio e vingança contra os habitantes de Lamento.

Dentro de um sonho.
Dentro de uma cidade perdida.
À sombra de um anjo.
À beira da calamidade

Há medida que vai avançando na história, Laini solta informações das ações dos deuses aos habitantes de Lamento. No momento que liguei os pontos, percebi o quão desumano e traumatizante foram esses anos para os habitantes. Mas também há o lado dos sobreviventes na cidadela; jovens inocentes dos crimes de seus antepassados, mas sabem o que acontecerá caso sejam descobertos.

– Pessoas boas fazem todas as coisas que pessoas más fazem, Lazlo. Só que quando elas fazem, chamam de justiça.

Assim como Laini me conquistou na criação do universo em Feita de Fumaça e Osso, ela não me decepcionou aqui. Ao lado da magia e deuses, temos a ciência da alquimia, mas não para desmistificar o mágico; ela vem como um auxiliar. Nesse contexto, temos focos em Thyon Nero, um alquimista um tanto arrogante, mas que no fundo realmente gosta do que estuda e só quer colaborar mais e mais para o assunto.

Essa não era a frustração que alguém sente ao acordar de um sonho bom. Era a desolação de ter encontrado o lugar que encaixa, o único lugar verdadeiro, e experienciar o primeiro suspiro inebriante de estar certo antes de ser jogado para longe e atirado em uma solitária e aleatória dispersão.

Desde o prólogo eu já tinha minhas suspeitas de como esse livro poderia acabar, porém nada disso me preparou para aquele final devastador. É bem palpável toda dor e sofrimento dos personagens que você sente como se estivesse vivendo tudo aquilo. As últimas frases deixam um ótimo gancho para Muse of Nightmares (Musa dos Pesadelos, em tradução livre) e não vejo a hora de continuar essa história maravilhosa e encantadora.

– Sarai [...] Você arruinou minha língua para todos os outros sabores!

21 comentários:

  1. Oi Lu!
    Ave maria, eu sofro quando tu coloca que esses finais são destruidores. Eu ja fico aqui teorizando a desgraceira toda. Esse ano ainda quero ler esse livro *-*
    E MDS, ESSA CAPA. PERFEITA DEMAIS.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luiza! Já ouvi falar nesse livro mas tive uma ideia totalmente errada quando vi a capa haha jamais imaginei que essa seria uma história repleta de aventuras e mistérios. Achei a premissa muito interessante e fiquei com muita vontade de ler, principalmente por seus comentários a respeito da escrita da autora :)

    Postagem linda!

    Beijos!
    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  3. Socorro..
    Quero ler isso ainda, livros que me destroem me trazem ressacas literárias incuraveis. Ate hoje não superei Fuck Love..
    É um livro prmissor sem dúvidas, mas eu não leria não

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu!
    Nunca me interessei por Feita de Fumaça e Fogo, mas me interessei super por esse agora.
    Já quero!
    Parece ser super diferente.
    E quem bom que apesar de já desconfiar desde o começo do fim, isso não estragou a sua experiência.
    A capa e o título não me chamariam a atenção, mas sua resenha sim.

    Beijoooos

    Teca Machado
    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Uau, achei que essa história era bem diferente do que ela realmente é, fiquei intrigada e doida para conhecer. Amei a resenha, Lu!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu! Tudo bom?
    Falei que viria chorar já estou aqui em prantos SE LAINI TAYLOR EXISTE GRAÇAS AO DEUS DA ESCRITA PORQUE EXISTE!!!!!!
    O final desse livro estava lá o tempo todo o problema é quando ele CHEGA. Não me preparei pro impacto porque fui trouxa.
    AI QUE SAUDADES Ç_Ç quero muito pegar Muse logo, mas sinto que ainda não me preparei psicologicamente pra ele (vi uma FANART de uma cena do livro e hmmmmmmmmmm).

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu! Eu nunca li nada da autora, mas pela sua resenha parece ótima e ainda com final devastador, mais emocionante ainda!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Adoro as suas resenhas e a dedicação que você tem de separar os trechos que mais instigam a leitura para nos deixar com esse desejo todo de realizar a leitura!

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro, gostei de poder visualizar de antemão alguns quotes do livro. Acho que fica bem mais interessante quando vamos ler. O livro me pareceu ser de tirar o fôlego. Vou deixar a dica anotada aqui.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá, Luiza.
    Eu também amei Feita de Fumaça e Osso da autora e assim que vi esse livro entre os lançamentos já desejei ele. E quando consegui um vale presente da Saraiva esse foi o primeiro livro que coloquei no carrinho hehe. Chegou aqui ontem. Mas não sei quando vou ler porque estou com um monte de livros de parceria para ler hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas fiquei bastante curiosa para ler! :)
    www.styledays.pt

    ResponderExcluir
  12. Oi! Tudo bom?
    Eu tinha essa trilogia "Feita de fumaça e osso" e acabei me desfazendo dela sem ler, agora com sua resenha me arrependi kkkk A capa desse livro "Um estranho sonhador" é linda, parece muito bom, quero muito ler.

    Beijos
    www.paginadaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu!
    A capa desse livro é linda demaaais! 😍
    Estou com vontade de dar uma chance a ele sim, nunca li nada da autora!
    Sua resenha me deixou ainda mais animada!
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog

    ResponderExcluir
  14. ficou bem fofo o novo visual do blog!

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, tudo bem?
    Não acompanho a série, mas que bom que você curtiu.
    É top quando os autores não deixam a marimba cair.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Oie amore,

    Não conhecia a trilogia até então, mas vamos lá:
    Que capa mais diferente, não me atrairia pela capa.
    Ponto para a escrita da autora, que pelo que você menciona é bem fluída e envolvente.
    A história em si parece ser bem bacana, por isso acho que vale a pena dar uma chance pra leitura.
    Me preocupa um pouco o final que você menciona ser devastador, mais acho que vale a pena arriscar.

    Vou deixar a dica anotada por aqui pra uma próxima oportunidade!

    Beijokas da Grah!

    ResponderExcluir
  17. OMG!!
    Estou louca para ler esse livro!!
    Amei a trilogia de Feita de Fumaça e Osso e sou fã da autora.
    Gostei muito de saber que essa nova trama não decepcionou!! E ainda mais com um personagem que é impossível não se identificar!! Amei!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  18. Oi! Nossa, você conseguiu me impressionar com a resenha! Parece mesmo ter se apaixonado pela história que a autora te trouxe, mais uma vez. Já li um pouco sobre os livros dela que você mencionou, embora não tenha lido, mas achei bem interessante a premissa dessa história, ainda mais envolvendo magia, um elemento que eu amo encontrar na literatura. Amei a dica!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Nunca li nada dessa autora, mas ver o quanto a escrita dela te cativa e o quanto esta história te emocionou só fez me deixar curiosa para conferir a trama. Saber o quanto o enredo tem as descrições na medida certa, como ele tem suas partes delicadas e como tem um final que toca e deixa um ótimo gancho para o próximo volume acabou por me convencer a dar uma chance a leitura, ainda que eu não leia tanto o gênero. Amei sua resenha, dica mais que anotada! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Puxa vida, eu li o primeiro livro de Fumaça e Osso e gostei, mas não sei porque não continuei a saga. Me deu até um pouco de vergonha, porque eu sei como é a narrativa dela e é realmente cadenciada e poética como vc falou e esse livro novo parece ser um espetáculo! Vou querer ler e dessa vez prometo ler toda a série!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    não conhecia esse livro. Eu já tive oportunidade de ler Feita de Fumaça e Osso e não gostei muito da narrativa da autora, achei um pouco massante sabe. eu adoro fantasia,mas tem umas que me cansam. Gostei de conhecer essa e espero poder conferir e tirar a má impressão da autora!

    beijos!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)