Resenha #370: The Unhoneymooners - Christina Lauren (Gallery Books)

Título: The Unhoneymooners
Título Original: ---
Autor: Christina Lauren
Série: ---
Páginas: 416
Ano: 2019
Editora: Gallery Books
Sinopse*: Olive é sempre azarada: em sua carreira, no amor, em ... bem, tudo. Sua irmã gêmea idêntica, Amy, por outro lado, é provavelmente a pessoa mais sortuda do mundo. Seu encontro fofo com seu noivo é algo fora de uma comédia romântica e ela conseguiu financiar todo o seu casamento, vencendo uma série de concursos na Internet. Pior de tudo, ela está forçando Olive a passar o dia com seu inimigo jurado, Ethan, que por acaso é o padrinho.
Olive se prepara para passar 24 horas no inferno antes de voltar à sua vida confortável e sem sorte. Mas quando toda a festa de casamento tem intoxicação alimentar por comer moluscos ruins, as únicas pessoas que não são afetadas são Olive e Ethan. E agora há uma lua de mel com todas as despesas pagas no Havaí em disputa.
Colocando o seu ódio mútuo de lado por causa de férias grátis, Olive e Ethan seguem para o paraíso, determinados a evitar um ao outro a todo custo. Mas quando Olive se depara com seu futuro chefe, a mentirinha branca que ela diz a ele está subitamente em risco de se tornar muito maior. Ela e Ethan agora têm que fingir que estão amando recém-casados, e sua sorte parece pior do que nunca. Mas o estranho é que ela não se importa de fingir. Na verdade, ela se sente meio... sortuda.


The Unhoneymooners é o mais novo trabalho desse duo maravilhoso. Claramente ele não me decepcionou.

Olive virou uma das minhas protagonistas favoritas criadas por essas mulheres. Ela é divertida, engraçada e, apesar do seu pessimismo, ela realmente tenta ver o lado bom da vida. Amo como Ollie também é super confortável com seu biotipo dito plus size (o que acho bem nada a ver já que mulheres assim é o tipo mais comum no mundo, mas enfim). Apesar de uma péssima experiência com Ethan (que no futuro descobrimos se tratar de um mal entendido) e uns momentos de insegurança aqui e ali, ela ama seu corpo e todas as suas curvas, sendo bem orgulhosa de seus atributos.

"Eu posso apreciar meu corpo em um biquíni e ainda querer atear fogo ao patriarcado."*

De início, Ethan parece ser um cara bem arisco e um tanto arrogante. Aos poucos, junto com Olive, vamos descobrindo um lado fofo, carinhoso e apaixonante. Apesar da mancada que ele deu com Ollie quando eles se conheceram, o modo como ele demonstra gostar realmente dela é de fazer suspirar.

"Estou tentando fazer um gesto grandioso. Para a pessoa certa. Lembra quando bebemos deliciosos mai tais? [...] Naquele dia, creio eu, foi o dia em que me apaixonei por você."*

O pano de fundo em Maui também contribuiu para a leitura e também para o casal. É bem difícil você de birra com alguém num lugar paradisíaco como esse. As descrições dos locais são de fazer você querer pegar o primeiro avião e conhecer o local.


Um ponto que amei também na história foi a família de Olive. Sua família é de descendência latina, então já imagina o quanto são próximos e gostam de se meter na vida um do outro. Eu achei maravilhoso o quanto a família é próxima e disposta a ajudar uns aos outros. Lá fora, os latinos têm realmente a fama de serem mais amigáveis e calorosos, mas vemos que nem toda família é unida 100%. Claramente isso estressa Ollie em certos momentos, mas até nesses momentos ela percebe o quão é sortuda e realmente ama sua família.

[...] olho para cima, percebendo que os homens no canto eram papai e Diego em perucas, e a mesa de mulheres nos fundos era mamãe, Tia María, Ximena, Jules e Natalia. A mulher no corredor para o banheiro era realmente Ami, e o restaurante está cheio de minha família, que está de pé e batendo palmas como se eu fosse a mulher mais sortuda viva. E talvez eu seja.*

Gostei muito que a questão do conflito envolvia lealdade e fidelidade. Tanto Olive quanto Ethan são leais aos seus irmãos e os defendem com unhas e dentes. Quando Olive descobre alguns detalhes da vida do novo cunhado, essa lealdade entra em questão entre o casal e nos faz questionar até onde podemos confiar cegamente no/a seu/sua irmão/irmã.

Durante a leitura, eu senti falta de um ponto de vista de Ethan. Fui muito recompensada com o epílogo sendo narrado por ele, ainda mais depois da cena do capítulo final. Apesar de ter sido somente um capítulo, vemos o quanto ele realmente ama Olive, respeita e admira. Aquele meme “namore alguém que te olhe como fulano de tal olha pra sicrano” resume bem o sentimento de Ethan para com Olive.

Ami não é a única que acredita que Olive merece toda a felicidade que este mundo tem a oferecer. Vendo aquela mulher pequena e sagaz gargalhar ou derreter ou acender como uma constelação me dá vida.*

Terminei The Unhoneymooners com aquele velho sentimento que querer bem mais dessas mulheres. Ele está com lançamento previsto para maio desse ano. O bom que elas já tem outro livro para ser lançado esse ano, Twice in a Blue Moon. Só digo que pode mandar mais que tá bem pouco!!!

* Sinopse e quotes traduzidos por mim

11 Comentários

  1. Oi, Lu! Tudo bom?
    Algum dia ainda pretendo ler um livro dessas duas, só me falta-me o tempo no momento :v
    Achei muito diferentão a ambientação em Maui. Realmente, num lugar desses quem quer se encasquetar com problema né? ASIJASHUASHUSAHUASHUASHUAS

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu, tudo bem? Olha, depois de tantas resenhas e elogios teus ao duo Christina Lauren eu PRECISO conferir alguma história delas que tenha muito potencial de me agradar e, apesar da sinopse ter feito eu torcer o nariz por parecer adotar uma fórmula "batida", eu me interessei pela trama e digo que o cenário foi o ponto forte desse interesse (não vai me julgar, hein, mas quem não quer viajar pro Havaí, mesmo que seja por meio dos livros, hahahaha).
    Dica anotada e, agora, esperando ansiosamente pelo lançamento por aqui.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lu

    Já te falei que tenho preguiça dessas duas, né? Mas tenho que ler algo para ver se minha implicância tem fundamento ou não. Acho que estou ficando meio cansada do gênero, não sei...
    Achei bacana o fato da personagem ser plus size e se curtir, precisamos de mais livros assim. E a ambientação parece ser incrível também. Eu mosquei e não quis solicitar na NetGalley... fica pra próxima.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Luiza.
    Eu nunca li nada das autoras e não sei se quero ler porque elas escrevem um gênero que não gosto muito. Mas achei interessante a protagonista fugir do padrão de beleza imposto pela sociedade.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,
    Ainda não li nada das autoras, mas não tenho dúvidas de que vou adorar!
    Quero muito conferir, uma pena que ainda esteja em inglês.
    Vou começar a me dedicar mais para conseguir!!!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. A minha estreia com essas autoras não foi muito boa, mas fiquei curioso com esse livro, a história parece ser daquelas que eu gosto.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu
    Não gosto muito dos livros da Lauren, já desisti dela mas tem alguns enredos que eu acho bem pertinentes e interessantes para ler. Vou anotar a dica do livro.
    Beijo!

    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu,

    Não sou muito chegada nos livros da autora, mas tem alguns títulos dela que me interessa.
    Quem sabe eu leio quando sair por aqui.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu!! Minha ultima experiencia com as autoras não foi das melhores, mas com certeza ainda quero ler, Olive parece uma ótima personagem mesmo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oiii Lu

    Eu já tinha anotado um outro livro das autoras na lista pra ler, justamente uma dica daqui do blog, e adorei conhecer este também. De cara já gostei da Olive, por conta da fmailia latina que com certeza deve ser muito legal de acompanhar, além desse fato de estar bem com quem é e se amar do jeito que é, com todas as curvas, mensagem bacana da autora aqui. Legal o epílogo trazer pelo menos um pouquinho do ponto de vista do Ethan, a gente sempre fica com vontade de saber um pouco do ponto de vista do outro par da trama.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Amei sua resenha, ainda não conhecia esse livro, mas a capa é muito linda e a história é diferente de tudo que já li até hoje.

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)