Resenha #228: Wolves and Roses - Christina Bauer (Monster House Books)

Share:
Título: Wolves and Roses
Título Original: ---
Autor: Christina Bauer
Série: Fairy Tales of  theMagicorum #1
Páginas: 300
Ano: 2017
Editora: Monster House Books
Sinopse*: Bryar Rose, de dezessete anos, tem um problema. Ela é descendente de uma das três raças mágicas - metamorfos, fadas ou bruxas. Isso faz dela um dos Magicorum, e Magicorum sempre segue um modelo de vida de conto de fadas. No caso de Bryar, esse modelo deve ser a Bela Adormecida.
"Deveria" é a palavra-chave.
O problema é que Bryar está longe do modelo de vida de bela adormecida. Nem mesmo perto. Ela não gosta de pássaros ou criaturas da floresta. Ela não pode cantar. E ela certamente não suporta o príncipe Philpot, o chamado "His Highness of Hedge Funds", que suas tias querem que ela se case. Pior ainda, Bryar tem sonhos recorrentes com um bad boy e está obcecada por encontrar papiros do antigo Egito. O que há com isso?
Tudo o que Bryar quer é frequentar um colégio regular com humanos normais e esquecer tudo sobre metamorfos, fadas, bruxas e a maldição que o coronel Mallory o Magnífico colocou sobre ela. E ela pode ser capaz de fazer exatamente isso - se ela pudesse apenas manter a cabeça baixa até o décimo oitavo aniversário, quando o feitiço que arruinou sua vida termina.
Mas esse plano é virado de cabeça para baixo quando Bryar Rose conhece Knox, o bad boy que é literalmente de seus sonhos. Knox é um lobisomem poderoso, e sua presença em sua vida muda tudo, e não apenas porque ele transforma seus joelhos em gelatina. Se Bryar não consegue descobrir quem - ou o que - ela realmente é, pode custar tanto a ela quanto a Knox suas vidas ... bem como prejudicar a própria natureza da própria magia.

*ARC recebida através do NetGalley em troca de uma opinião honesta*

Quando me deparei com Wolves and Roses, fiquei logo interessada nessa sinopse justamente por ter uma vibes de Crônicas Lunares (Percebe-se que ainda não superei o fim da série) A diferença é que esse livro não é uma releitura de contos de fadas; a autora utiliza dos contos como elemento para a história dos personagens.

Em Wolves and Roses, humanos e pessoas com magias convivem normalmente. Quer dizer, se por normalmente pessoas com magias são tratadas como celebridades. Essas pessoas com magia fazem parte do Magicorum e podem descender de três raças mágicas: metamorfos, bruxas ou fadas.

Magicorum descendentes das fadas têm sua vida roteirizada em algum conto de fada. No caso de Bryar Rose, sua vida devia seguir o roteiro da Bela Adormecida. Foco na palavra seria porque sua vida passa longe disso. O fato é: quando completasse 18 anos, Bryar deveria se casar com Philpot e sua maldição do sono seria quebrada. Porém, o que Bryar quer mesmo é terminar de traduzir uns hieróglifos egípcios e ter uma vida normal. Mas é aquela, querer is not power.

Se eu disse que amei a história, ainda não chega nem perto do quanto eu realmente amei a história. Começa nos personagens, passando pela mitologia do história em si e terminando na escrita da autora. Mas vamos por parte.


Bryar Rose é o meu mais novo espírito animal. Ela é uma garota cheia de atitude, determinada, com uma personalidade peculiar e uma língua super afiada. Gente como a gente, de vez em quando engole alguns sapos, mas tudo visando o bem maior que, no caso dela, é ter uma vida normal. Bryar também é uma pessoa leal aos seus amigos e dedicada a tudo que ela se compromete. Apesar de rir na cara do perigo em algumas situações, ela também é bem racional quando necessário.

A coisa toda tem "má ideia" escrita por toda parte. E eu sou um modelo falido da Bela Adormecida com um inalador e três tias loucas.*

Knox foi crush à primeira vista. Todo trabalho no estilo bad boy caladão e tals, ele é um cara bem charmoso e humorado. Por ser um lobisomem, ele tem um instinto protetor bem forte com seus amigos, principalmente quando se trata de Bryar. Adorei que seu instinto protetor não é daquele tipo opressor que muitos boyzinhos tem por aí nos livros. Knox deseja proteger e defender seus amigos sim, mas também está disposto a lutar do lado deles e apoiar seus desejos e planos (nem que eles sejam um pouco mirabolantes).

Amizade tem um grande foco na história. Assim como Bryar, sua melhor amiga Elle está falhando miseravelmente em seu roteiro de Cinderela. As duas encontram apoio uma na outra, tirando até sarro de suas situações. Elle tem uma personalidade parecida com a de Bryar, só que mais ligada no tacar o foda-se. Essas duas formam uma dupla e tanto, já que Elle é uma espécie de Robin Hood com seus golpes e Bryar é hacker.

Essa mesma amizade é o que acontece entre Knox e Alec. Nesse caso, um complementa o outro. Enquanto Knox é um cara bastante introspectivo, Alec (que é um bruxo) é um cara mais sociável e também compartilha de um charme natural. Os dois se conhecem desde criança e por isso são quase como irmãos. Por terem as mesmas obrigações em suas raças (que eu não vou falar por motivos de spoiler), os dois se entendem perfeitamente.

Bryar e Knox são maravilhosos juntos. Por conta de um certo detalhe, achei que a relação entre os dois seria algo um tanto forçado e irreal, mas a química entre eles salta das páginas. Os dois são bem fofos juntos, um tanto engraçados também quando rola uns flertes. O melhor de tudo é que os dois não deixam essa atração atrapalhar o que há de importante a fazer. Entretanto nada barra a relação de Knox e seu lobo interno. As conversas entre os dois me arrancaram algumas risadas, principalmente da parte do lobo.

Eu tenho que falar desse mundo criado pela Christina. Nunca li uma história que os personagens vivem roteiros de contos de fada e achei isso genial. Mais genial ainda foi que a autora conseguiu inserir elementos da mitologia egípcia e romana na história e fazer funcionar.

Este não é o final de nenhum modelo de conto de fadas, mas não tenho certeza de que eu quero seguir o caminho de outra pessoa. Desta vez, a escolha é minha.*

A escrita da Christina colabora bastante para o andamento da leitura. A escrita dela é ágil, direta, descritiva quando necessário e bastante jovial. Fui cativada pelo livro logo no primeiro capítulo e não queria parar de ler. Durante todo o livro, a história não decaiu em nenhum momento. Colabora mais ainda o fato dos capítulos serem narrados em primeira pessoa por Bryar Rose e alguns por Knox. Melhores narradores ever, com seus comentários espirituosos.

Lembra quando pensei que minha vida atingia o fundo do poço? Esse lugar é uma cidadela de incrível em comparação com o que estou agora.*

Wolves and Roses é bastante equilibrado. Temos cenas engraçadas, protagonizadas principalmente pelo “noivo” de Bryar, Príncipe Philpot. Muita vergonha alheia envolvida esse cara. Temos cenas amorzinhos protagonizadas não só por Bryar e Knox, mas entre Bryar e Elle (Uma amizade dessas, bicho..). A reta final é de tirar o fôlego, mas tudo acaba bem na medida do possível.

O que quer que esteja acontecendo, não irei cair sem brigar.*

Pelo que vi, a série só terá dois livros e um conto. Wolves and Roses foi um bom começo, pois a autora vai nos apresentando o mundo ao mesmo tempo que dá respostas a certas perguntas, mas nada muito largado de paraquedas na história. Para uma duologia, senti que foi tudo muito bem desenvolvido, sem deixar aquela sensação de entender vários nadas.

A capa tem elementos que combina com a história, apesar de achar ela bem simples. O que importa é que tem a ver com a história, assim como o título. No final de cada capítulo, tem a imagem de uma flor, que achei bem fofinho.

Com uma proposta um tanto diferente e que deu certo, Wolves and Roses foi um livro incrível e que me deixou com aquele gostinho de quero mais.

* Traduções feitas por mim

19 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, mas adorei a temática! Preciso providenciar um para chamá-lo de meu. xD

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Helloo, Lu! Tudo numa nice?!
    Eu nem sabia que era possível receber uma ARC de fora. Mas em e-book é muito próprio, né?! Legal receber trens assim. Então eu não conhecia esse livro, mas li hieróglifos e já achei interessante. Também preciso finalizar a série da Marissa. Muitas coisas para ler.
    Beijin...
    Alana Gabriela - Books and Stuff

    ResponderExcluir
  3. Oi Luiza, tudo bem?
    Não conhecia o livro e menina, já quero pra ontem! Achei a premissa muito interessante e original, fora que tem de tudo nesse livro né? Gostei demais da sua resenha, espero ter oportunidade de ler o livro um dia!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  4. Olá, Luiza.
    Você é muito má por ficar resenhando livros que ainda não tem aqui para eu ler hehe. Fiquei muito interessada na história. Essa ideia é bem diferente. E gostei de saber que não tem muitos livros que dai sim que nunca lançam hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu, fiquei doida com tua resenha, doida de vontade de ler, pena que é inglês né amiga, vou ter que esperar mesmo, por enquanto não encaro um livro em inglês não. Mas que fiquei doida para ler, eu fiquei...

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  6. Uau, como uma amante de Crônicas Lunares, adorei essa premissa. Parece um livro que vou amar. E já adorei essa capa também :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei a vibe desse livro e a sua descrição da personagem principal me deixou bem interessada!
    hahaha

    beeijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia mas fiquei com muita curiosidade e que capa linda, só pela capa dava logo vontade de ler =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  9. Olá Luiza! Tudo bem?
    Metamorfos, fadas e bruxos? Já me conquistou <3 heheh
    tenho a maior vontade de ler essas crônicas lunares, então se você falou que parece um pouco, já fiquei interessada! fiquei curiosa com essa coisa do conto de fadas!! ^^
    beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu, tudo bom?
    Toda vez que eu venho aqui adiciono um livro novo na wishlist MULHER CÊ ME AJUDE.
    Não conhecia essa obra, mas AMO premissas com contos de fadas. Se é pra ajudar minha solidão depois do fim das Crônicas, quero.
    Bad boy caladão que é um cara bacana MEU TIPO FAVORITO DE CRUSH LITERÁRIO. E a protagonista parece tão incrível, minha santa Eva Green me ajuda não tenho mais dinheiro!
    Excelente resenha, com certeza vou procurar esse livro.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus, eu QUERO!!! Essa resenha tá maravilhosa, eu ainda não conhecia o livro, mas já tô querendo real! Vai pra minha wishlist <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu, tudo bem??
    Menina adorei a proposta deste livro... achei bem interessante todo o enredo apresentado e o quanto você falou dos personagens. Excelente resenha. Xero!!!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu! Eu tb nunca li histórias de personagens que vivem roteiro de contos de fadas e ainda com elementos mitológicos. Caracas que mistura incrível! Tomara que esse livro chegue por aqui!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Gente, que salada do buteco... fada, lobisomem, bruxa, metamorfo,conto de fadas, mitologia... eu tô tentando ler mais fantasia, até comprei o box lá que você viu, mas esse é demais pra mim! Hahabahaha

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  15. Oi! Que pena não ter no Brasil, realmente é bem interessante o enredo, os personagens viverem roteiros, criativo. E o casal parece ter química e adoro livros que nos fazem rir. Adoraria lê-lo. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito da sua resenha :D

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ainda não conhecia os livros dessa autora, me interessei muito pela história! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Lu, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro, mas não faz muito meu estilo de leitura preferida.
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)