Resenha #628: A Noiva Do Bastardo - Sarah MacLean (Gutenberg)

Título: A Noiva do Bastardo
Título Original: Wicked and the Wallflower
Autor: Sarah MacLean
Série: The Bareknuckle Bastards #1
Páginas: 352
Ano: 2020
Editora: Gutenberg
Sinopse: Um estranho entra misteriosamente na vida de Felicity Faircloth e lhe oferece ajuda para conquistar o duque de Marwick. Solteira há mais tempo do que desejava, ela concorda, mas impõe uma condição: apenas se casará por amor.
Filho bastardo de um nobre, Devil – considerado rei das ruas de Londres – passou a vida usando seu poder e aproveitando todas as oportunidades que surgiam em seu caminho. Agora, ele depende de Felicity para que seu plano de vingança seja bem-sucedido. Tudo o que ele precisa fazer é transformá-la em uma mulher irresistível, forjar uma armadilha para seu inimigo e destruí-lo.
Mas, quando Felicity se mostra uma mulher verdadeiramente encantadora, Devil percebe que esta não será uma tarefa fácil: ele não imaginava que a paixão abalaria seu implacável desejo de vingança.
No primeiro volume da série Bastardos impiedosos, Sarah MacLean nos apresenta uma história emocionante, repleta de personagens encantadores que já estiveram presentes em seus outros livros e que os leitores poderão se surpreender ao reencontrá-los.

Nesse primeiro livro da série Bastardos Impiedosos, temos uma história repleta de romance, sedução e mistério.

Depois de um escândalo envolvendo seu nome, tudo que Felicity Faircloth deseja é voltar a ser quista pela sociedade, mas sabe que isso não vai acontecer se não fizer um bom casamento. Quando um estranho a aborda na varanda de seu quarto oferecendo ajuda pra conquistar o duque, Felicity aceita sem pestanejar. Mal sabia a coitada que ela seria um objeto de vingança de Devil.

Felicity é uma personagem de fácil empatia. Apesar de viver numa bolha e ter uma visão um tanto inocente sobre alguns aspectos da sociedade, a moça é divertida, inteligente e decidida, além de saber arrombar a porta como ninguém. Ao começar a se envolver com Devil, ela vai conhecer um outro lado de Londres que nunca imaginou e sua reação foi querer saber mais e mais de todos os segredos de Covent Garden.

Devil é um homem ainda carrega feridas do seu passado, mas que soube criar todo um reino e ser temido no subúrbio de Londres. De primeira, ele vê em Felicity a oportunidade de se vingar de alguém do seu passado, mas já sabemos como irá acabar, ne nom... Devil até tenta, mas é bem difícil esconder sua atração por Felicity.


As interações entre Devil e Felicity possuem muita tensão sexual. Da autora, eu só li a série Os Números do Amor e não lembro bem se era assim também entre os casais, mas a química e a atração entre os dois é saltar nas páginas. Junta com o fator perigo que Devil exala e tudo fica mais quente ainda.

Algo que gostei bastante foi o cenário que a história se passa. Somos acostumados com muitos bailes e salões, mas aqui Sarah nos leva para o submundo dos subúrbios de Londres. É interessante ver o local tanto pelos olhos de Felicity quanto de Devil. Para Felicity, tudo é novo e cheio de mistérios; para Devil, é o local onde ele teve que fazer de tudo para sobreviver com os irmãos e hoje é seu império.

Falando sobre irmãos, pelo menos nesse primeiro livro, tem todo um mistério que envolve Devil, seus irmãos Wit e Grace com o duque. Logo no prólogo já sabemos como eles vieram a ser relacionados, mas algo muito sério aconteceu no passado para fazer com que Devil, Wit e Grace fugissem e desaparecessem das vistas do duque. Ao longo da história, Sarah vai soltando algumas pistas e achei bem interessante a experiência de criar altas teorias lendo um romance de época.

Um único detalhe que tenho a reclamar é da tradução. Eu nunca tinha me atentado muito a tradução de romances de época, mas depois da experiência de ler os termos "rolê", "novinha" e "manos" nesse livro, vou ficar de olho. Por coincidência, quem traduziu Codinome Lady V foi a mesma pessoa e, pelo menos nele, não percebi nada do tipo. Eu entendo bem que o trabalho de tradutor é praticamente reescrever a história, mas acho que deveria tomar cuidado ao utilizar alguns termos.

Não é segredo que cada livro irá seguir um dos bastardos. O segundo livro seguirá Wit, mas o meu mais aguardado mesmo é o terceiro, envolvendo Grace e o duque. Esse sim promete altas emoções, já que o passado dos dois é cheio de mágoas e rupturas. O segundo livro está com previsão de lançamento ainda este ano.

7 Comentários

  1. Gostei bastante do artigo, muito bom mesmo! Estou amando ler seus artigos e compartilhar com os amigos!


    Meu Blog: Como funciona o Bet69?

    ResponderExcluir
  2. A pior coisa que li da Sarah foi a série "Os número do amor", o primeiro volume é tão maravilhoso, mas os outros dois catástrofes. Felizmente decidi da outra chance a Sarah e acabei lendo todos os livros publicados no Brasil e olha, não me arrependo pois "Escândalos e Canalhas" é uma das séries de romance de época que mais amo.

    Com essa resenha do "A Noiva do Bastardo" minha vontade de colecionar os livros físicos dessa série ficou mais forte ainda, to esperando só o preço cai um pouquinho de 31 para uns 27 confortáveis :)

    A proposito, como isso aqui mudou! Acho que nem da mais para me considerar blogueira de tão pouco que apareço, mas se apareço no bloge venho aqui. Estou de boca aberta, fazia um tempo que não abria o blog numa tela de computador e estou encantada! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Luiza.
    Eu gostei bastante do livro mas não dei nota máxima por conta da Felicity. Não me dei com ela sendo tão inconsequente só por curiosidade. E ela já tinha sido avisada. Até achei que fosse acontecer alguma coisa com ela mas a autora não foi por esse caminho. A química entre eles é ótima e acredito que esse é o livro mais ousado da autora sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu
    Eu gostei do livro mas não dei nota máxima porque eu achei o começo bem confuso, não tava entendendo nada da narrativa, só depois de um tempo foi que consegui me situar. Mesmo assim estou ansiosa demais para saber a história dos demais irmãos.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lu

    Não consigo levar esse cara a sério com esse nome, sério. Hahahah
    Eu adoro a escrita da Sarah, mas desde a série Os Números do Amor que eu não leio nada dela. Lerei agora na sua LC. Esse aí quero ler porque a ambientação diferente me atrai.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu, a Sarah é uma das minhas autoras preferidas! Eu já estava com muita saudades dela, confesso! Fico feliz com essa nova série aparecendo por aqui!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu! Amo romances de época e já imagino as cenas entre o Devil e a Felicity!
    Sobre a tradução... meio forçado esses termos no livros hem.. as vezes esses detalhes causam um certo incomodo na gente mesmo. Eu não imagino um londrino daquela época dizendo "mano" kkk
    Já adicionei o livro aqui :D
    Beijokas

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)