Resenha #612: O Urso E O Rouxinol - Katherine Arden (Fábrica 231)

Título: O Urso e o Rouxinol
Título Original: The Bear and the Nightingale
Autor: Katherine Arden
Série: Winternight #1
Páginas: 320
Ano: 2017
Editora: Rocco (Selo Fábrica231)
Sinopse: Guerra dos Tronos encontra Mitologia Nórdica, bestseller de Neil Gaiman, neste conto de fadas ambientado na Rússia medieval. Romance de estreia da norte-americana Katherine Arden, que morou dois anos em Moscou.
O Urso e o Rouxinol mistura aventura, fantasia e mitologia ao acompanhar a jornada da jovem Vasya, criada, junto aos irmãos, num vilarejo próximo de uma floresta, e que cresceu ouvindo de sua ama contos e lendas sobre criaturas que vivem nas matas e que precisam receber oferendas para manter o mal adormecido em seu interior. Mas a chegada de Anna, madrasta de Vasya vinda da capital, de hábitos católicos, e de um padre ortodoxo que resolve instituir as práticas cristãs no vilarejo, provoca uma mudança na rotina da menina e abre as portas para uma terrível catástrofe. Sensível e determinada, Vasya é a única que consegue enxergar e conversar com esses seres fantásticos e torna-se a última esperança para salvar o povoado onde nasceu da destruição.


O Urso e o Rouxinol é um livro que desde seu lançamento internacional lá em 2017 sempre me despertou interesse, mas nunca tive muita vergonha na cara pra ler até agora. E digo com toda a sinceridade que ele circula entre as surpresas do ano.

No primeiro livro da série Winternight, vamos mergulhar em uma Rússia feudal. Esse foi um dos principais detalhes que me encantaram na história. A ambientação da história ocorre na pequena aldeia Lesnaya Zemilya, onde vamos ser apresentados à cultura, crenças, religião e sociedade da época. A parte da fantasia fica por conta dos seres mágicos inspirados na mitologia russa.

O início do livro pode ser um pouco lento, mas bastante importante para entendermos nossa protagonista Vasya. A jovem é uma moça esperta, inteligente, corajosa, impetuosa. Ao mesmo tempo, Vasya é sensível e bastante empática, principalmente com os seres mágicos que rodeiam sua aldeia. E por isso ela é bastante afetada com a chegada da sua madrasta e um padre, que pregam uma nova religião.


O Urso e o Rouxinol vai muito além de uma fantasia. Com ares dos contos dos irmãos Grimm, Arden aborda aqui a questão do fanatismo, apropriação e intolerância religiosa, machismo e patriarcado, o papel da mulher na sociedade e muito mais. Inconscientemente Vasilisa é o completo oposto de tudo isso. Nas suas atitudes, ela bate de frente com o que lhe é esperado, tanto como mulher como filha, e não vai aceitar que sua vida seja regrada por outras pessoas.

Os personagens secundários são importantes na história, pela sua participação na vida de Vasya. A sua madrasta, Anna, por não entender a magia que a rodeia, isso a transformou em uma pessoa temerosa. Isso deu forças para que uma nova religião, baseada em medo e culpa se instalasse na aldeia. Padre Konstantin é a personificação de como o fanatismo religioso cega as pessoas, ao ponto de serem enganados e ser tornar objetos em outras mãos.

Já da parte da família de Vasilisa, eles só querem o bem da garota e por isso irão cometer alguns erros pelo caminho, principalmente seu pai. Dou destaque para Dunya, uma espécie de figura materna feat avó para Vasya, e Alyosha, um de seus irmãos. Esses dois personagens são as pessoas mais leais e importantes da vida de Vasya.

A parte da fantasia não deixa a desejar, ainda mais que luta lado a lado com a nova religião imposta na aldeia. Um mal antigo está voltado e aparentemente Vasya é importante para derrotá-lo. Adorei o modo como a autora utilizou da nova religião imposta um dos motivos do enfraquecimento dos seres mágicos e a volta deste ser maligno. Dou destaque para um domovoi, espírito que morava na casa de Vasya e sempre a alertava dos perigos a vir. Também destaco Morozko, um personagem instigante e misterioso e que com certeza sabe muito mais do que releva a Vasya. E por último, mas não menos importante, Solovey; apesar de sua aparição se dar na última parte do livro, ele se tornou um grande amigo e companheiro de Vasya.

O livro tem um bom ritmo e cumpriu bem seu papel introdutório. Na reta final temos um pouco mais de ação e o final aqui parece ser definitivo, mas estou bastante ansiosa para continuar a história de Vasya, dessa vez em A Menina da Torre.

5 Comentários

  1. Oi, Lu

    Não me interessei pelo livro por ser fantasia e tal, mas achei bacana a ambientação diferente do lugar comum e a abordagem de assuntos importantes.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Ei, Lu, tudo jóia? E achei a capa do livro tão bonita, e eu também gostei da protagonista, ela parece ser gentil e determinada. E eu amo uma boa fantasia, então vou deixar a dica anotada. Beijo!

    Books House

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Tenho acompanhado seu blog há algum tempo e recentemente fiz uma lista de blogs literários ativos em 2020, que está disponivel na Pousada Nerd. Coloquei seu blog na lista como ele aparentemente está ativo.

    Estou pensando em criar uma iniciativa para realizar sorteios e estimular os comentários nos blogs participantes, se tiver interesse, diga um oi no nosso site. Estarei acompanhando seu trabalho.

    Um abraço

    Marcos Mariano/Pousada Nerd

    https://www.pousadanerd.com/174-blogs-literarios-para-buscar-parcerias/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu,

    Já ouvi falar do livro, mas nunca parei para ver mais da história.
    Essa ambientação me deixou bem curiosa, acho que se eu ler vou curtir muito a história.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu, como prometido cá estou conferindo a resenha.
    Eu nunca li nada ambientado na Rússia, me dei conta disso agora.
    Gostei da temática do livro e já adicionei na minha listinha.
    Beijos

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)