Resenha #353: Kingdom of Ash - Sarah J. Maas (Bloomsbury USA)

Share:
Título: Kingdom of Ash
Título Original: ---
Autor: Sarah J. Maas
Série: Throne of Glass #7
Páginas: 992
Ano: 2018
Editora: Bloomsbury USA
Sinopse*: Aelin arriscou tudo para salvar seu povo - mas a um custo tremendo. Trancada dentro de um caixão de ferro pela Rainha Feérica, Aelin deve recorrer a sua vontade ardente enquanto ela suporta meses de tortura. Consciente de que render-se a Maeve condenará aqueles que ama impede que ela se quebre, embora sua determinação comece a se desfazer a cada dia que passa...
Com Aelin capturada, Aedion e Lysandra permanecem a última linha de defesa para proteger Terrasen da destruição total. No entanto, eles logo percebem que os muitos aliados que eles reuniram para combater as hordas de Erawan podem não ser suficientes para salvá-los. Espalhados pelo continente e correndo contra o tempo, Chaol, Manon e Dorian são obrigados a forjar seus próprios caminhos para encontrar seus destinos. Pendurado na balança está qualquer esperança de salvação - e um mundo melhor.
E do outro lado do mar, seus companheiros inabaláveis ​​ao seu lado, Rowan caça para encontrar sua esposa e rainha capturada - antes que ela esteja perdida para ele para sempre.
À medida que os fios do destino se entrelaçam, todos devem lutar, se quiserem ter uma chance de futuro. Alguns vínculos vão crescer ainda mais, enquanto outros serão cortados para sempre no explosivo capítulo final da série Throne of Glass.


ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, pode conter spoiler

"Era uma vez, em uma terra há muito queimada até virar cinzas, vivia uma jovem princesa que amava seu reino…"

Final de série sempre fica aquele misto de dever cumprido com vazio no peito. Bate aquela ansiedade para saber como será o final daqueles personagens que você acompanha a séculos, ao mesmo tempo fica vontade de não acabar nunca. Kingdom of Ash foi tudo isso pra mim e mais um pouco. Com certeza foi um dos melhores finais de série que já li.

Levanto as mãos aos céus por não ter desistido da história em Coroa da Meia-Noite. Depois do final arrebatador de Império de Tempestades, fiquei me questionando com a Sarah iria fechar todas as milhares de pontas de sua história. Só digo uma coisa: essa mulher é um gênio e não faz nada por acaso.

Não vou mentir que, ao longo da série, Aelin certos momentos me deu nos nervos, mas acompanhar sua jornada foi super gratificante. A bichinha comeu o pão que o diabo sambou em cima, mas nem por isso deixa de acreditar em um mundo melhor. Mesmo que ela própria não esteja aqui para testemunhar. Quando comecei a acompanhar a história da rainha prometida lá em Trono de Vidro, nunca iria imaginar o rumo que ela tomaria, quanto mais seu final. Foi muito gratificante acompanhar o crescimento de Aelin e vê-la se tornar uma das personagens mais bem construídas que já li.

"A morte foi sua maldição e seu dom e sua amiga por esses longos, longos anos."*

Outro personagem que caiu nas minhas graças foi Rowan. Não escondo de ninguém que achava suas atitudes um pouco exageradas demais para um feérico de não-sei-quantos- anos, mas nesse livro ele se redimiu comigo e com humildade. Por mais que ele saiba e apoie os planos malucos de Aelin, ele também está disposto a fazer com que sua parceira viva o mundo melhor que ela prometeu.

Dois personagens que tiveram um grande desenvolvimento na história foi Dorian e Elide. O príncipe-herdeiro de Adarlan começou um tanto apagado, mas aos poucos teve seu desenvolvimento. De um príncipe perdido no mundo, Dorian se tornou uma pessoa digna e preparada para assumir seu papel de rei. Assim como Aelin, ele também está disposto a fazer sacrifícios em nome de um futuro melhor.

Manon foi uma personagem que também teve um desenvolvimento maravilhoso, assim como as maiores perdas. Desde que descobriu sobre suas origens, ela se questiona se consegue viver ao papel que lhe foi dado. Em suas conversas com Dorian, vemos que os dois estão um pouco perdidos ao que fazer, mas vão se ajudando mutuamente. Com certeza, se rolasse um spin-off da série, eu iria querer mais sobre o futuro de Manon.

"Viva, Manon. Viva."*

Elide muito minha guerreirinha. Desde sua primeira aparição, a lady de Perranth já demonstrava garra e forças para ajudar Aelin e seu reino, mesmo que nunca tenha conhecido a ex-assassina. Em quase todas as cenas que apareceu, Elide foi a voz da consciência, verdade e calmaria. Seu relacionamento com Lorchan foi conturbado desde o início por uma série de motivos e aqui vemos os dois se acertarem ao seu tempo.


Mesmo com sua história contada em Torre do Alvorecer, Chaol e Yrene não deixaram de ter seu destaque. Em certos momentos, Yrene foi meu espírito animal contra os bolsominions. Dona de uma personalidade guerreira, mesmo em seu estado, a curandeira não deixou de ajudar Aelin a sua maneira. E, sempre contando com o apoio de sua mulher, Chaol finalmente se desligou das garras de seu passado.

"Uma chama contra a escuridão. Uma chama para acender a noite."*

O livro tem quase mil páginas, mas você não sente passar; a cada capítulo fica aquele sentimento de “o que vai acontecer agora?”. A sequência da libertação de Aelin foi uma das melhores cenas escritas pela autora. É de ficar com o coração na mão e aquela angústia e medo de dar algo errado. KoA é ação do começo ao fim e, com a escrita envolvente da Sarah, você se vê imerso na história de forma a sentir que está vivenciando tudo aquilo. As cenas de batalha e ação são bem escritas e de forte emoção. Como são narradas de vários pontos de vista, você consegue ver o que cada um está sentindo. Só a primeira cena de batalha foi tudo o que uma outra certa guerra da autora não foi. Dá vontade, né ACOWAR.

"A última batalha, as últimas horas, de sua desesperada aliança."*

Apesar de todos os elogios, eu possuo duas ressalvas quanto a esse livro. A primeira é falta de coragem da dona Sarah não matar personagens importantes. Ninguém quer que seu personagem favorito morra e isso é um fato, mas gente, estamos em uma guerra onde pessoas vão para o campo de batalha lutar uma com as outras. Em certos momentos, eu achei que uma ou duas vidas seriam ceifadas, mas só ficou no quase mesmo. As mortes que ocorreram, pra mim, foram um tanto irrelevantes. Só bateu aquele sentimento de “ok, morreu; vamos seguir o baile”.

Outra ressalva é sobre o personagem do Aedion. Eu sempre achei o cara meio aleatório no rolê, mas nesse livro ele me deu nos nervos. Constantemente o personagem humilha Lysandra e eu só queria arrancar os olhos dele com uma pinça. OK que ele estava bolado porque não compartilharam os planos com ele, mas nada justifica o modo como ele tratava a pessoa. Boatos que rolou um certo “arco de redenção”, mas até o do Tamlin foi melhor do que esse de Taubaté. E quando penso que a pessoa vai pisar com dignidade das bolas desse macho, ela me volta atrás. Só respirando muito fundo e seguindo em frente.

Há meio que um easter egg nesse livro, portanto fiquem atentos. Esse easter egg é praticamente um crossover e, se eu não estivesse tão bolada com algumas coisas, teria curtido mais. Pelo menos serviu para Sarah não escrever mais um conto desnecessário (sim, ACOFAS, estou falando com você) para dar essa informação.

Kingdom of Ash foi o final de uma série que foi maravilhosa de acompanhar. Com certeza a história de Aelin vai ainda perdurar por muitos e muitos anos - não somente nas terras de Erilea.

"A sua história não era uma história de escuridão"*

Resenhas anteriores
Livro 1 - Trono de Vidro (Throne of Glass)
Livro 1.5 - A Lâmina da Assasina (The Assassin's Blade)
Livro 2 - Coroa da Meia-Noite (Crown of Midnight)
Livro 3 - Herdeira do Fogo (Heir of Fire)
Livro 4 - Rainha das Sombras (Queen of Shadows)
Livro 5 - Império de Tempestades (Empire of Storms)
Livro 6 - Torre do Alvorecer (Tower of Dawn)

*Traduções feitas por mim

14 comentários:

  1. Oi, Lu! Tudo bom?
    ESSE MOMENTO É MEU ASKJFBASOGBAOUBAOUBGSAOUGSABUOGSABOUGSABOUSA
    Dorian me deixou chocadérrima durante todo o livro porque eu não esperava tamanho destaque e arco grandioso pra ele. Gostava do menino mas rapaz que a história dele me pegou total desprevenida emocionalmente.
    FLY, FARASHA. FLY! ASKFJNAOUGBSAOUGSABOUGSBAOUGSABOGUSA ELIDE DONA DE TUDO QUE SOU. Todas as mulheres dessa série, na real.
    O que eu amo em TOG é como a Sarah conseguiu fechar os arcos de todos eles, absolutamente todos, direitinho. Nada ficou faltando. Nada estava ali ao acaso. Cada personagem existia pra um propósito glorioso e aaaaaaaaaaaaaaa deusa abençoe!
    Foi o fim da série de uma vida, realmente. A mulher amarrou tudo perfeitamente - e que saudade vai deixar.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. "Meu espírito animal contra os bolsominions" KKKKKKKKK eu ameei.
    Não sei se eu leria essa série porque é muito longa e eu estou fugindo disso, mas não posso deixar de comentar que parece ser muito interessante esse mundo. Nossa, se eu fosse a Sarah eu mataria os personagens preferidos. Pode doer, mas acontece! Eu adoraria fazer o leitor sofrer muahah brincadeira! Mas as vezes é necessário, como você pontuou.
    Beijos

    http://our-constellations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, tudo bem?
    Quem lê essa série aparentemente se vicia! Eu já tive curiosidade por ela, mas atualmente acho que são livros demais, fico com preguiça de começar hahaha!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Oiii Lu

    Essa tua resenha me deu um clique, estava quase desistindo da série, li Coroa da Meia Noite e achei tão pausadinho sabe? A ação só ocorre da metade pro final e não consigo conectar com os personagens, mas vendo teu alivio em ter seguido em frente e quanto os livros posteriores te surpreenderam, sem chances de eu desistir, acho que vou tentar de novo pra ver se me prende de uma ou não. Só preciso vencer a preguiça que bate de pensar nos calhamaços que são e aidna por cima decidi maratonar Cassandra Clare e ja tenho os calhamaços dela pra ler primeiro....rsrs

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. OI Lu, td bem?
    To pra ler essa série de livros já faz um bom tempo, acho que isso é um sinal pra eu ler logo HAHAHAH
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Li os primeiros livros e já tenho os outros, mas ainda não li. Preciso me organizar para isso. Ameii essa capa.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lu!
    Menina, eu não li nada. Juro, nadinha!
    Eu quero muito, muito, muito ler essa série e por isso não quero correr o risco de ler algum spoiler ou algo que atrapalhe a leitura. Mas só pela nota, já sei que vou adorar!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu, tudo bem?
    Eu li o primeiro livro desta série há muitos anos, logo em seu lançamento. Lembro que gostei e que achei interessante. Mas não sei explicar o motivo acabei não acompanhando a série e depois de já ter uns quatro livros lançados, desisti de voltar a ler. Mas eis que minha filha começou a trabalhar e um grupo de amigos do trabalho resolveu ler Trono de Vidro em conjunto e ela está gostando. Quem sabe eu me anime?
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu, esse série é bem grande né? E toda vez que eu desisto de ler vc me aparece um uma resenha escândalo kkkkk que bom que teve um bom final, um dia crio coragem pra ler rsrrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oii, menina quero muito ler toda essa série de livro. Gente parece ser incrível, eu vivo falando que vou ler e nunca leio kkkk Eu tenho vontade, mas não me movo...
    Mas um dia vou começar a ler. Sua resenha está maravilhosa!!!

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  11. Oi Lu!
    EU AMO DEMAIS UM VOLUME FINAL DE UMA SÉRIE!!! Eu acho que nao ficava satisfeito com um final desde PJ, que pra fecha muito bem. E depois de tantos altos e baixos, eu tava com medo, mas ORRA, que livrao velho. QUE LIVRÃO. A construção de todos os personagens, as cenas de ação. A FUGA DA AELIN. AAAAAA PQP, NÃO SUPERO.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Luiza.
    Eu li a resenha, mas como não comecei a série ainda, pretendo ler esse ano, fiquei aqui perdida hehe. Mas é bom saber que depois de tantos livros, a autora conseguiu u final espetacular. Só espero que a Record não invente de dividir o livro em dois como já deu a entender que fará.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Lu, eu li bem por cima porque não sabia exatamente o nível de spoiler que tem. hahaha
    Só fiquei aqui de cara de tu ter reclamado que a mulher não matou ninguém importante, como assim? hahahahhahah
    Quando eu terminar Corte vou começar esse, até lá vejo se consigo comprar pelo menos os dois primeiros por um precinho melhor.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oie Lu =)

    Ainda não li nada da Sarah, mas morro de curiosidade de conhecer as obras dela. Para fãs de fantasia como eu, parece que as histórias dela são incríveis. Do tipo que você começa a ler e não consegue mais parar.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)