Resenha #309: A Duquesa Feia - Eloisa James (Arqueiro)

Share:
Título: A Duquesa Feia
Título Original: The Ugly Duchess
Autor: Eloisa James
Série: Fairy Tales #4 / Contos de Fadas #3
Páginas: 272
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Sinopse: Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.
Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.
Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.
Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação.
Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.


Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, não se preocupe
Essa resenha é livre de spoilers

A Duquesa Feia é o terceiro livro lançado da série Conto de Fadas. Pelo título, já temos a ideia de que foi inspirado no conto d’O Patinho Feio. Feio mesmo foi o rumo que a história tomou.

O livro é dividido em duas partes: Antes e Depois. No Antes contamos com Theo/Daisy e James novos. Apesar de forçado a casar com sua melhor amiga, James se descobre tendo sentimentos por ela. James não era a primeira opção de Theo para casório, mas logo se descobre super apaixonada pelo seu amigo mais querido. E a vida é bela… por dois dias, já que Theo descobre o motivo real oficial do pedido de casamento e expulsa James de sua vida.

Sete anos depois, Theo e James não são mais aqueles dois jovens apaixonados. Theo se tornou uma mulher empreendedora mas rígida e fria; e James se tornou corsário. Porém, nenhum dos dois conseguiu esquecer e parar de amar um ao outro. Após uma experiência de quase morte, James retorna, determinado a reconquistar sua esposa.

Assim… a ideia da autora até é interessante. Esse lance de Antes/Depois é algo que gosto em alguns romances, mas aqui não funcionou de jeito algum. A parte do Depois foi, no mínimo, muito estranha de se acompanhar.

No Antes, vemos uma Theo/Daisy alegre e divertida, apesar dos comentários maldosos que ouve sobre sua fisionomia. James era um tanto tabacudo, mas era um jovem gentil e de bom coração. OK que não foi nada legal o lance de casar por certos motivos, mas ele realmente amava Daisy e os dois faziam um casal bem fofo, alegre e divertido de se acompanhar.


Já no Depois, vamos acompanhando a vida de cada um separados. Gostei que a autora não colocou Theo para ficar se lamuriando pelos cantos por conta da decepção do marido. Ela fez da sua tristeza forças para tocar a administração das suas terras e começar uns empreendimentos, que viriam a fazer muito sucesso. Essa decisão me lembrou bastante a Clio, de Diga Sim ao Marquês. Mas, junto disso, veio aquela imagem da mulher fria e obcecada por controle que as pessoas AMAM pintar as mulheres bem-sucedidas. Theo se tornou uma figura muito popular na sociedade londrina, não mais por sua fisionomia, mas por seus negócios, seu estilo de vestir e o modo como vive sua vida. Não curto essa abordagem de que uma mulher de sucesso é uma mulher bloco de gelo, mas vamos seguindo o baile.

James tocou o f*da-se na vida e caiu no mar, se tornando corsário/pirata. Eu achei que ele foi realmente um bundão frouxo porque, se amasse mesmo Daisy do jeito que dizia amar, teria lutado com ela. Maas vamos seguindo o plot… O cara passa sete anos sem dar uma notícia, nem se fosse por sinal de fumaça; trai a mulher com a desculpa de que acabou todo o casamento no momento que ela disse as palavras. (Detalhe que pode ser spoiler: fica bem orgulhoso do fato de ter se deitado somente com três mulheres. Eu só observo...) Então, quase bate as botas e volta como se nada tivesse acontecido, querendo retomar o casamento? Meua migo, me compra um bode, tá me ouvindo? Eu fico é pensando no que se passou na cabeça da Eloisa ao pensar que alguém compraria isso, minha gente!! No mínimo, eu saia arrastando a fuça desse macho nas ruas de paralelepípedo de Londres.

Então, James volta e você pensa “ele pode até reconquistar Theo mas vai ter um trabalho dos infernos pra isso…” ERRADO! Tudo se resolve em uns três capítulos, com diálogos chatos e que, analisando bem agora, sem nenhum sentido. Era basicamente Theo dizendo que perdeu qualquer desejo sexual por alguém, James garantindo que é um homem não mais controlado pela cabeça de baixo, porém por dentro tudo que ambos queriam era se agarrar como coelho no cio. Fim! Isso tudo sem uma peça de roupa no corpo, que eu fico me questionando da necessidade disso, sociedade...

Como falei no começo, a ideia da autora foi boa, mas a execução foi péééssima! Creio que o erro foi dar muitos capítulos à transformação tanto de Theo quando James. Sim, transformação porque os dois passam bem longe dos jovens que começaram no livro. Tudo bem que a gente tem que saber o que rola no ínterim desses sete anos, mas se o foco era James reconquistar Theo nessa segunda parte, fazia um previously in de, no máximo, dois capítulos; um para cada.

Rodando pelo Goodreads, descobri que há um conto estrelando Griffin Barry (amigo de James), chamado Seduced by a Pirate; e um conto sobre a futura filha do casal, chamado With This Kiss. Apesar de não ter curtido muito esse livro, irei ler os contos porque 1- eu gostei muito do personagem de Griffin, mesmo aparecendo pouco e 2- pela experiência do outro conto que li (Storming the Castle), creio que vai ser legal. Não acredito que em menos de 200 páginas, a autora consiga fazer algo pior do que fez aqui. Se bem que nem vou desafiar porque ainda tem mais dois livros ainda da série... e sim, eu ainda persisto porque são histórias totalmente independentes e ainda há esperança.

A Duquesa Feia foi um livro que começou bem, tinha tudo para ser um dos melhores da série, mas infelizmente acabou se perdendo na parte mais importante da história.

Resenhas anteriores
Livro 1 - Quando A Bela Domou A Fera (When Beauty Tamed the Beast)
Livro 2 - Um Beijo À Meia-Noite (A Kiss at Midnight)
Livro 1.5 - Storming the Castle*

* Na ordem cronológica, ele vem depois do segundo livro, que lá fora foi lançado como primeiro. Sim, bem confuso..

14 comentários:

  1. Oi Lu
    qro mt ler a série, mas já vou com um pé atrás p esse livro
    hehehehehehehe vc me influencia mt viu?!
    (isso é ótimo, entenda)

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu
    Eu comprei a ideia porque gosto de histórias de reconstrução de confiança então eu li e gostei, mas sabe quando você sente que faltou algo? Eu fiquei com essa impressão e não sabia bem o que era. Li também em português de Portugal, e algumas frases me soaram estranha HAHA mas ainda assim gostei.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu,

    Eu tentei ler o primeiro livro e confesso que a leitura não andou apesar de muitos terem gostado.
    Pelo que vejo desse segundo livro a decepção ia ser grande.
    Esse negocio dos autores tirarem o foco do relacionamento e de repente jogar sexo me irrita muito.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu!
    Pena que não gostou muito.
    Li tantas resenhas positivas e amo tanto a Eloisa James!
    O primeiro da série eu amoooo e o segundo eu não li ainda.
    Ri muito quando você disse que arrastaria a fuça dele pelos paralelepípedos de Londres, até porque naquela época não tinha asfalto, hahaha.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oii Lu.
    Eu vi a sinopse desse livro no insta outro dia enquanto procurava saber mais da obra da autora. Eu sempre achei que ela tem boas premissas, mas acabei dar uma broxada por perceber a má execução da história. Não sei se leria.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu! Eu fico babando na capa dos livros dessa série, mas só isso, na verdade! Não tenho nenhum interesse em ler, apesar de já ter lido ótimos comentários sobre alguns outros livros, porque tratam de contos de fadas. Já comentei que não curto livros que são baseados em contos de fadas, então.. não, nem quero ler! Pena que a história/desenvolvimento deixaram a desejar, quem sabe o próximo da série melhora novamente.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Lu!
    Estou chocada, esse livro vai ser a minha próxima leitura e agora estou com medo de odiar. Porque já estou com ranço! haha Que cabra escroto, que ideia de jerico foi essa que a autora teve gente?! Vou ler pra me estressar! haha
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lu!
    Só consigo rir dessa resenha. Juro por Deus que só vejo pessoas falando bem de romances de época e isso vai me dando um pequeno nervoso. Tudo bem que meu coração está fechado para esse gênero há um tempo e eu venho tentando mudar isso, mas ah, nem todos são perfeitos, né? Adorei a forma como você deu sua opinião e ainda assim, deixou a possibilidade de alguém se interessar pelo livro.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada dessa autora, aliás confesso que comecei a ler um dos seus romances mas ficou na minha pequena lista de abandonados, não me conquistou, um dia tenho que voltar a tentar, apesar desse livro parecer não ter sido a melhor leitura.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu! Esta série está um a um comigo e este livro vai ser o desempate para ver se continuo lendo ou não, confesso que desanimei depois de saber certos detalhes. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu! Tudo bom?
    Santo deus que esse James parece um Embuste com e maiúsculo mesmo????? Se aparecesse na minha porta tomava uma bicuda que voltava voando pro oceano. Arg, esse é meu problema com livros do tipo; usa uns artifícios que não consigo engolir. Não é o primeiro romance de época que vejo de ter o cara indo embora e voltando e tudo ficando bem e provavelmente não é o último.
    Vou passar longe desse volume e ficar só com o primeiro mesmo, porque dele eu curti a vibe.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oiii Lu

    A proposta da autora era bem legal, eu tinha curiosidade em ler esse retelling histórico mas se vc achou a execução da coisa toda horrivel, tenho certeza que vou achar tb, até porque o gênero de romances de época não é o que mais estou habituada em ler.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Luiza,

    Não faz muito o meu estilo, mas pelas resenhas que li sei que a história é boa, uma pena ter sido o que você espera...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu.
    Menina eu ri foi muito com a sua resenha! Adoro o jeito como você comenta certos detalhes! rsrsrs Eu gostei do livro e é uma pena que não tenha funcionado para você.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)