Resenha #220: Sol e Tormenta - Leigh Bardugo (Gutenberg)

Share:
Título: Sol e Tormenta
Título Original: Siege and Storm
Autor: Leigh Bardugo
Série: The Grisha #2
Páginas: 365
Ano: 2014
Editora: Gutenberg
Sinopse: Perseguida ao longo do Mar Real e aterrorizada pela memória dos que se foram, Alina Starkov tenta levar uma vida normal com Maly em uma terra desconhecida, enquanto mantém em segredo sua identidade como Conjuradora do Sol. Mas ela não pode ocultar seu passado e nem evitar seu destino por muito mais tempo. Ressurgido de dentro da Dobra das Sombras, o Darkling retorna com um aterrorizante e novo poder e um plano que irá testar todos os limites da natureza.
Contando com a ajuda e com os ardis de um admirável e excêntrico corsário, Alina retorna ao país que abandonou, determinada a combater as forças que se reúnem contra Ravka. Mas enquanto seus poderes aumentam, ela se deixa envolver pelas artimanhas do Darkling e sua magia proibida, e se distancia cada vez mais de Maly. Ela será então obrigada a fazer a escolha mais difícil de sua vida: ter sua pátria, seu poder e o amor que ela sempre pensou ser seu porto-seguro ou arriscar perder tudo na tormenta que se aproxima.


ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, pode conter spoiler

"O medo é um aliado poderoso", ele disse. "E leal."

Nessa continuação, Alina está um pouco mais segura de si como Conjuradora do Sol, ao mesmo tempo que teme que seus poderes a torne em uma versão ensolarada do Darkling. Apesar desse receio, ela não mede esforços para salvar Ravka dos planos que o Darkling tem e que envolve a Dobra. Se comparado com o livro anterior, a personagem já teve um crescimento razoável e, ao final deste livro, vemos uma Alina com decisões e atitudes completamente diferente da soldado do início de Sombra e Ossos.

A tormenta dita no livro com certeza ficou por conta do mala do Maly. Quando eu penso que o personagem não poderia ficar pior, ele vai lá e faz. (Sorry, Denise, mas realmente não consegui amar ele). Maly foi um personagem estagnado, sem crescimento algum, só na parte mesmo de ser chato. Como falei na resenha passada, ok que ele foi um bom amigo pra Alina e ajudou sempre que ela precisou, mas ele ainda continua tendo algumas atitudes super egoístas. Porém, o que me irritou mesmo foi que ele não apoiava a Conjuradora do Sol em nada, muitas vezes criticando suas ações. Não perdoo que a Bardugo perdeu uma ótima chance de matar esse encosto.


Então, eis que surge ele, Nikolai Lantsov aka melhor personagem desse livro (se pá da trilogia toda). Nikolai foi a melhor coisa que aconteceu nesse livro. O príncipe mais novo é charmoso, galanteador, por vezes sarcástico, mas super preocupado com Ravka e seu povo, determinado e com um ótimo senso de liderança . Além de tudo isso, o cara ainda dá uma de engenheiro e soldado nas horas vagas. Agora me digam: quem é Maly no jogo do bicho em um livro onde existe o Nikolai????

"Quando as pessoas dizem impossível, geralmente querem dizer improvável."

Um dos pontos fortes da história foi justamente as interações entre Alina e Nikolai. A química entre eles era maravilhosa e a amizade nascida entre dois não fica atrás. Ao contrário do embuste mala, Nikolai apoia (99% das vezes) as decisões de Alina e está disposto a ajudá-la derrotar o Darkling. Esses dois tiveram muito mais química nesse livro do que Maly e Alina tiveram/terão durante toda a história. Como disse minha amiguinha Priscila (do ig @nocasoumabookaholic), Maly não tem química nem com uma pedra.

Falando em Darkling, eu achava que ele iria aparecer mais aqui, mas fui trouxa. Porém, quando aparecia o cara roubava a cena. A ameaça dele está sempre no ar, do começo ao fim do livro. Eu senti falta da autora explorar o Darkling, visto que ele é um personagem um tanto complexo e que poderia ter um cadinho mais de destaque. Fora que ainda não sei a real do personagem porque vemos tudo na visão da Alina. Afinal, será se tudo aquilo que contaram pra Alina é o que realmente o Darkling planeja fazer? Cenas para o próximo livro. Enquanto isso, eu fico como o gif abaixo.


Sol e Tormenta foca também na política em Ravka. Achei bem legal a autora dar um enfoque nesse aspecto porque nem só de tiro, porrada e bomba se vive uma guerra. Mas também não pense que não há ação. Os embates com o Darkling são de tirar o fôlego. Adoro a narração das cenas de ação da Bardugo por elas não serem confusas. Apesar de não serem tão detalhistas (OBRIGADA @DEUS), elas são bem gráficas.

Toda essa trilogia está sendo uma surpresa pra mim. Depois de já ler altas e altas fantasias (principalmente YA), chega em certo ponto da história que já sabemos para onde vai caminhar tudo. Assim com em Sombra e Ossos, eu também fui feita de trouxa nesse livro porque certos detalhes na reta final eu nem havia cogitado a hipótese.

Resenhas anteriores
Livro 1 - Sombra e Ossos (Shadow and Bone)

17 comentários:

  1. Olá, Luiza.
    Eu gostei muito dessa trilogia e li em um fim de semana. Essa foi uma das únicas histórias que fiquei dividida entre o mocinho e o vilão, porque eu sempre escolho o vilão. Mas o Darkling é muito interessante.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Helloo, Helena. Tudo de boas?!
    Não vou fingir, mas admito que meu personagem favorito dessa série foi o Darkling. Fiquei completamente chateada porque ele quase nunca aparece nesse livro. Muito mesmo. Eu torcia para ele - e uma espécie de redenção - a trilogia toda. Depois do primeiro o segundo e terceiro livro foram uma decepção para mim. Foi tão decepção que nem lembro direito do segundo e pior do terceiro.
    Beijin...
    https://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Luiza!
    Ainda não li nenhum livro da série, mas fico feliz em ver que você gostou bastante desse segundo volume. É tão difícil eu ler um segundo volume que seja bom, sinto que a maioria é só enrolação.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Luiza,
    Ainda não tive uma oportunidade de ler os livros dessa trilogia, mas só leio comentários positivos. Que bom que a trama continua a ter um bom desenvolvimento, assim como a protagonista.

    *bye*
    Marla Almeida
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiii Luiza

    Ah Deus, eu amo o Maly!!! Sério mesmo, achei ele o melhor da trilogia e amei ele nos três livros (principalmente no terceiro emq ue ele ganha maior destaque). Tenho sim sentimentos encontrados é com a Alina, que parece indecisa e volúvel demais ao meu ver (algo nela me faz lembrar da Mare de A Rainha Vermelha e isso realmente não é bom sinal...).
    Fico feliz em saber que vc curtiu a leitura, eu adoro a trilogia e mais ainda amo Six of Crows que se passa no mesmo universo.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu. Peraí, então o tal Darkling na verdade é do mal? É sempre assim, me interesso por um cara que parece ser meio estranho e voialá, ele é o vilão haha eu já não gostei desse Maly só pela sua resenha e se caso for ler a série, vou ficar me lembrando desse seu comentário. Até fiquei feliz que apareceu esse tal de Nikolai, senão teria que engolir a personagem principal arrastando asa pro amigo chato.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Que bom que você está gostando desta triologia, assim até me dá vontade de ler, gosto de fantasia apesar de ler pouco o gênero.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oláá Luiza! Tudo bem?
    Nossa, que capa lindaaa!! <3
    Já estou vendo ali do lado a resenha o primeiro livro e estou super curiosa para conhecer essa série! Mais uma para minha listinha de desejados que não tem fiim!! :O
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie,

    Li o primeiro livro e gostei bastante da trama. Só fui bem Tola de achar que darkling era o mocinho da historia.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Lu,

    Estou doida para ler os livros da autora, e esta série está na lista né, o problema é que ainda não consegui comprar e ando desanimada com as leituras em geral, porém adorei a resenha e saber que a leitura te surpreendeu no final já é de grande valia!!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  11. Oi
    essa trilogia parece ser interessante, que bom que gostou da história e que ela vem te surpreendendo ao tomar rumos diferentes. Pena que não gostou só de um personagem.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu tô é muito desatualizada de livros, estudando, trabalhando, blog, youtube... ta acabando com meu tempo! kkk tem tanto tempo que ão leio um livro bom! to até com medo! quero minha adolescência de volta kkk
    beijinhos
    Blog Reflexo Brilhante

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu! Eu gosto do universo desta série, acho bem criativo e não vejo a hora de finalizar esta série e começar a outra da autora.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Não conheço a série, mas vou ficar com ela debaixo de olho, a ver se leio o primeiro.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, morrendo de rir com esse gif no post hahahaahahaha Eu não li a serie, mas já curti esse príncipe e a capa é linda demais!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  16. Oi Lu, tudo bom?
    Ahh meu coração doeu, mas vou sobreviver. Eu amo muito o Maly - assim como amo o Chaol em TOG - porque acho ele bem humano em toda essa maluquice de jogo de poder e conjuração e etc. Gosto de como ele às vezes se deixa dobrar pelo medo e como ele ainda é um garoto tentando fazer a coisa certa, e essa coisa certa nem sempre é o melhor para os outros. Ele é fiel à Alina, não à Conjuradora do Sol. E assim como a Alina não se dá bem com os poderes e com o poder que recai sobre ela por causa dele, o Maly entende como isso é prejudicial pra garota que ela era. Só que nada é tão simples na vida infelizmente, aí as situações fogem muito do controle deles ç_ç
    E ele é >>>>>>>>>>>>>>>>>>> que o Darkling só pelo fato de não manipular a Alina emocional e psicologicamente e nem querer abusar dos poderes dela. Jesus como eu odeio o Darkling! Só de ouvir esse nome já dá vontade de tacar fogo e comemorar.
    Nikolai mozão dono do meu coração, meu Han Solo do mundo Grisha. Tô sempre entregando minha alma e amor eterno pros sarcásticos bobocas meio anti-heróis, é incrível. Tu vai surtar muito com ele no 3!
    Ótima resenha como sempre.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Lu.
    Eu não curto muito ler distopias, mas esta trilogia parece ter uma pegada mais interessante. Que bom que está gostando e curtindo a leitura!
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)