Resenha #196: Us - Sarina Bowen & Elle Kennedy (Rennie Road Books)

Share:
Título: Us
Título Original: ---
Autor: Sarina Bowen & Elle Kennedy
Série: Him #2
Páginas: 328
Ano: 2016
Editora: Rennie Road Books
Sinopse*: Seus jogadores de hóquei favoritos podem terminar sua primeira temporada juntos e invictos?
Cinco meses depois, o atacante da NHL, Ryan Wesley, está tendo uma temporada recorde de novato. Ele está vivendo seu sonho de jogar hockey profissional e voltar para casa todas as noites para o homem que ele ama, Jamie Canning, seu namorado melhor amigo de longa data. Há apenas um problema: a relação mais importante de sua vida é aquela que ele precisa manter escondido, ou então enfrentar uma tempestade de mídia que irá eclipsar seu sucesso no gelo.
Jamie ama Wes. Ele realmente, verdadeiramente. Mas esconder é uma merda. Não é a vida que Jamie imaginou por si mesmo, e a tensão de manter seu segredo está cobrindo seu preço. Não ajuda que o seu novo trabalho não esteja indo tão bem como ele esperava, mas ele sabe que ele pode impulsioná-lo enquanto ele tiver Wes. Pelo menos o apartamento 10B é seu retiro, onde eles sempre podem ser eles mesmos.
Ou eles podem? Quando o barulhento companheiro de equipe de Wes se move no andar de cima, os fios de sua mentira cuidadosamente tecida começam a se desenredar. Com o mundo exterior determinado a tirar a melhor parte deles, Wes e Jamie podem desenvolver habilidades de relacionamento com as principais ligas na hora?


Leitura recomendada para maiores de 18 anos
ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou as resenhas anteriores, pode conter spoiler

Us é a continuação da história de Jamie e Wes, que se iniciou em Him. De primeira, esse livro não era pra existir, já que o anterior teve um final fechado. Mas as autoras resolveram escrever essa história para os fãs, que insistiram horrores. Se comparado com o livro anterior, esse aqui a carga emocional da história é um pouco mais pesada, mas sem tirar aquela leveza e humor característico das duas autoras.

Jamie e Wes se mudaram para Toronto, que é onde fica o time que Wes foi convocado. Apesar deles serem bem abertos sobre suas sexualidades, Wes não quis, de primeira, que todo mundo do Canadá soubesse que ele é gay logo no seu primeiro ano de time. Não que ele tivesse vergonha da sua sexualidade, mas porque ele queria ser reconhecido por conta do seu talento e não como o primeiro jogador gay da NHL (Liga Nacional de Hockey). Wes já estava preparado para quando acabasse seu primeiro ano de jogador profissional, ele acabaria com todo esse tormento para ele e Jamie. Por conta desse segredo, a relação de Jamie e Wes fica um pouco abalada, mas esse é um dos obstáculos a se superar.

Há uma citação antiga que minha mãe já pintou em um prato de cerâmica. O amor é a amizade incendiada. Agora eu entendi.*

Por um lado, eu entendo essa decisão do Wes. Como falei, não que ele tivesse voltado para o armário; ele só queria ser reconhecido pelo motivo que foi convocado: seu talento no hockey. Agora, imagina isso ser ofuscado pelo fato de ser gay? Quantos artistas são primeiramente rotulados por causa da sua orientação sexual e depois por conta do talento? Eu lembro quando o Ezra Mozão Lindão Miller foi escolhido para fazer o Flash nos cinemas, 99% dos títulos das notícias que li traziam “Ator gay escolhido para viver super-herói nos cinemas”. Achei super desnecessário destacar esse detalhe da vida do Ezra, que é um puta ator. Infelizmente, é o que mais acontece na sociedade.

Viver em Nárnia por algum tempo não é fácil nem para Wes e nem para Jamie. Wes sabe que essa situação toda é desconfortável para Jamie; Jamie entende o lado de Wes mas também é complicado pra ele. Durante o livro, vamos acompanhando como os dois lidam com essa situação. É visível que um é louco pelo outro e ambos fazem de tudo para que essas situações não acabe por terminar o relacionamento deles.

Mas nem só de problemas vive o livro. Temos o prazer de ver o maravilhoso relacionamento entre Wes e o clã Canning. A família de Jamie praticamente adotou Wes, que não tem um bom relacionamento com sua família por conta da sua sexualidade. Quem não queira uma família maravilhosa que dá apoio em tudo e aceita você como é? Também é legal ver o suporte que o time de Wes deu pra ele quando tudo foi revelado.

Só teve um personagem que até agora eu tenho uma relação de amor e ódio, Blake Riley (companheiro de time de Wes). Super concordei com a definição que minha amiga (que indicou essa história pra mim) deu pra ele: um sem noção do bem. Sério.. Blake é uma pessoa muito sem noção para algumas coisas (merecendo até o prêmio empata foda), mas quando tudo estava uma loucura ele foi um ótimo amigo para Wes e Jamie, o que fez ele subir no meu conceito.

Assim como ainda vai acontecer com Amores Improváveis, esses livros geraram spin-off, com histórias focadas nos outros jogadores do time de hockey de Wes. A série se chama WAGs (do inglês Wifes and Girlfriends - Namoradas e Esposas) e já tem dois livros lançados.

Como falei na resenha de Him, quando a Sarina disse que um livro dela com a Elle ia ser lançado no Brasil, meu terceiro olho já sabia que seria ele. E como meu terceiro olho nunca se engana, recentemente a Paralela deu essa notícia maravilhosa. Então, para quem está morrendo de vontade de conhecer esse casal de jogadores de hockey, logo seu desejo vai ser realizado.

Entre os dois livros, eu gostei bem mais de Him. Como falei no começo, Us não era pra existir, já que as autoras escreveram por causa dos fãs. Ele perdeu um gatinho da nota por conta de alguns detalhes, ainda sim super indico Us para quem ainda quer continuar vivenciando essa história de amor maravilhosa.


Resenhas anteriores
Livro 1 - Him

* Traduções feitas por mim

15 comentários:

  1. A Elle Kennedy gosta de hoquei né? hahaahaha
    Mas falou nela eu já fico atenta porque gostei muito de Amores Improváveis e da escrita da autora!

    beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu,

    Mas eu nem li a resenha do primeiro livro, eu acho que não li heimm, mas sou desligada, posso ter lido e não lembrar né..
    Mas então, não li sua resenha, pq quero ler o primeiro livro, que espero que chegue aqui logo, porém li suas considerações finais.. Não vejo a hora de ler sobre esse casal de jogades!!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lu!
    Vi que era resenha da Elle Kenneddy e já corri pra ler. Inclusive, estou lendo O Jogo atualmente, hahah.
    Eu estou loouca para ler o primeiro volume desde que li sua resenha!!

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  4. Oi Luiza!
    Não li o livro anterior, mas li a resenha e achei legal o livro ser um romance e ao mesmo tempo tratar dessa questão, em que as pessoas são primeiro rotuladas pela orientação sexual e depois pelo talento. Muito bem levantado.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha! Não conhecia o primeiro livro e nem esse, mas a história parece ser bem boa. Vou ler a resenha de Him agora mesmo! <3

    Com amor,
    Steph • Não é Berlim

    ResponderExcluir
  6. adorei o livro, conta uma historia bem interessante e tem uma arte na capa bem legal,beijos flor.
    www.blogdamaryoficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lu.
    Não é um gênero de livro que estou acostumada, mas achei a sua resenha e os temas que o livro aborda bem interessantes.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  8. Que capa legal, achei interessante!

    Um beijo enorme! <3
    Carla Carrais | www.cahcarrais.wordpress.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu! Eu comecei a ler o primeiro por indicação sua, não terminei, mas o que eu li achei mega engraçado! Eu imagino a pressão dessas pobres autoras para fazer uma continuação, mas confesso que acho que os fãs às vezes merecem e fiquei feliz em saber do spin-off <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia essa franquia também, mas parece bem boa!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  11. Uau, essa deve ser uma história e tanto. Amei o contexto, fiquei super curiosa para conhecer a história deles! Obrigada por compartilhar Lu. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lu!
    Confesso que não li a resenha toda, porque ainda não li o primeiro livro e ele está na minha lista.
    Como adoro a Elle Kennedy, não devo me arrepender, né?
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu!
    Maravilhosa essa história e apesar de toda a pressão ainda está valendo a pena.
    Já foi pra conta com certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu, tudo bom?
    Ainda não li nada da Elle, mas não é a primeira vez que vejo elogios às histórias dela. Gostei bastante de saber que o livro aborda os problemas que as pessoas enfrentam por julgamentos alheios, especialmente esse medo de 'se abrir' porque sabe que vai vir muito bafafá em cima de algo que deveria ser visto como natural.
    Agora não tô na vibe desse gênero, mas com certeza vou procurar em breve.
    Ótima resenha.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu.
    É da Elle Kennedy, já quero! rsrsrs
    Eu não estava sabendo sobre esta série, mas já quero. Gostei muito da sua resenha e fiquei mega curiosa sobre o primeiro livro, por isso, estou indo ler agora.
    Espero que a Paralela traga logo pra gente. Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)