Resenha #211: Winter - Marissa Meyer (Feiwel and Friends)

Share:
Título: Winter
Título Original: ---
Autor: Marissa Meyer
Série: The Lunar Chronicles #4 (BR: The Lunar Chronicles #4)
Páginas: 832 (BR: 688)
Ano: 2015 (BR: 2016)
Editora: Feiwel and Friends (BR: Rocco Jovens Leitores)
Sinopse*: Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais.
Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas.
Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de iniciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo.
Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?


ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou resenhas anteriores, pode conter spoiler

- Ela é nossa princesa perdida. E está vindo para casa.*

Apesar de terem me avisado que Winter seria tiro para tudo quanto é lado, eu não estava preparada para a saraivada de emoções que esse livro me trouxe.

Quando Winter apareceu em Cress, eu pensei que a personagem ia aparecer fumada no glamour a história toda. Apesar de que seria engraçado, não foi isso que aconteceu. Por não usar seu poder de manipulação, Winter sofre alucinações por conta disso. Elas não têm hora pra aparecer e quando ela buga, algumas situações chegam até ser engraçadas (eu ri mesmo meu coração dizendo que era errado).

Quando está em seu estado normal, Winter é uma menina gentil, doce, de bom coração e prestativa com seus amigos sem nem pensar duas vezes. Pra mim ela tinha que ganhar o prêmio de guerreira, porque crescer tendo Levana como madrasta não deve ter sido nada fácil.

Jacin foi uma surpresa pra mim. Em Cress, teve certos momentos que eu quis meter a mão na cara dele, mas aqui vemos que ele é como modo de sobrevivência e proteger as pessoas que ama de Levana, principalmente Winter. Jacin é todo trabalhado no sarcasmo e falta de paciência (assim como eu, ele não tem paciência pra quem está começando).

Com Winter, Jacin vira uma pessoa completamente diferente. Eu comentei com uns amigos que o estoque de paciência dele todo vai para a princesa. Nos momentos que estão juntos, percebe-se o quanto ele a ama e que faria sim de tudo para protegê-la das garras de sua madrasta. Ao mesmo tempo, ele sofre pelo fato de que nunca poderia ter nada com Winter, já que ele é somente um guarda.

No fim das contas, Jacin finge não se importar com ninguém justamente por se importar demais e ter medo que Levana os use contra ele. Winter e Jacin são daqueles casais feitos um para o outro e que se completam. Na verdade, todos os casais dessa série são assim, mas acho que esse é o que fica mais evidenciado.

- Jacin. - disse, com um sorriso trêmulo. - Você deve saber. Não consigo me lembrar de uma época em que não amava você. Acho que essa época nunca existiu.*


Falando nos casais, os outros que me perdoem, mas o prêmio de melhor casal vai pra Thorne e Cress. Os dois são a personificação de não saber como conviver com @ crush e esconder seus sentimentos. Era engraçado ver que todo mundo sabia o que eles sentiam, mas os dois eram bem ceguetas para repararem em si.

- Um dia desses, quero abrir os olhos e ver você.* 

Personagens que ganharam o prêmio de crescimento são Cinder e Kai. É bem visível a evolução dos personagens desde o primeiro livro. Cinder deixou de ser aquela garota temerosa ao assumir e aceitar seu passado, voltando pra Luna para tomar o que é seu de direito e dar um novo futuro para seu povo. Kai parece mais seguro e confiante na posição de imperador, também disposto a fazer sacrifícios para livrar a Terra das mãos de Levana. (E quando falo sacrifício, é sacrifício mesmo)

- O reinado de Levana está chegando ao fim. Eu voltei para recuperar o que é meu.*

Casal que leva o prêmio Maria do Bairro feat Paulina de sofreguidão é Scarlet e Wolf. Gente, dona Marissa tirou eles para palito viu? De todos os casais, meus bolinhos passaram por trancos e barrancos e mais sofreguidão. Apesar da esperança do final feliz para todos, não foi fácil aguentar tudo o que eles passaram sem sofrer muito.

- Você é o único, Ze’ev Kesley. Sempre vai ser o único.*

Falando em sofrer, acho que essa palavra resume bem a história. O bondinho passa boa parte do livro se separando que fica difícil focar em outra coisa, a não ser que eles voltem a ficar todo mundo junto bonitinho. Como uma amiguinha falou na DM do instagram, a gente passa mais tempo rezando para que eles se reencontrem do que torcendo pela queda da Levana.

Falando na Paola Bracho de Luna, Levana está ENSANDECIDA nesse livro. Todos sabíamos que ela não iria cair sem lutar, mas olha… era cada estratagema, cada reviravolta que essa mulher aprontava que eu não sabia mais nada do que esperar do livro. Chegando na reta final -  principalmente em um certo capítulo -, eu já estava desfalecida, sem saber o que esperar, só torcendo pra todo mundo ficar vivo. A próxima imagem reflete bem os meus sentimentos.


O final não foi nem perto do que imaginei que seria, mas ainda assim foi do meu agrado. Todos os casais, de certa forma, tiveram seu final feliz. O que mais me agradou foi justamente o toque de realidade neles, principalmente o final feliz de Kai e Cinder.

Quando comecei a ler Cinder, nunca ia imaginar o rumo que essa história tomaria. Em Scarlet já é perceptível a evolução da escrita da Marissa, em Cress vemos a história se expandir, mas nada disso me preparou para os tiros do começo ao fim em Winter.

Marissa pode muito bem ter começado a escrever As Crônicas Lunares como releituras de certos contos de fadas. Entretanto, no fim das contas, ela escreveu uma história original, envolvente, com personagens marcantes. A diferença entre os contos e essa história é que as princesas não precisam de um príncipe para serem salvas e os príncipes não são 100% perfeitos, mas ainda assim são encantados.


Resenhas anteriores
Livro 1 - Cinder
Livro 2 - Scarlet
Livro 3 - Cress
Livro 3.5 - Fairest


* Sinopse e quotes retirados da edição da Rocco Jovens Leitores

14 comentários:

  1. Oi Luiza!
    Deu para perceber na sua resenha o quanto você gostou e sofreu com o livro!
    Eu ainda não li nenhum da série mas tenho vontade.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Olha que gostei hein!!
    Parece mesmo bem interessante, mais um anotado pra ue ler nesse meu tempo que terei a mais por aqui,

    ;)


    Bjim...
    >>blog Usei Hoje<<
    > Instagram<

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu,

    Ahh eu amo demais essa série ♥
    Winter foi cheio de emoções e reviravoltas.
    Não vejo a hora de reler.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu,

    Acho essa capa de uma beleza, e sua foto só realçou heimm
    Adorei sua resenha, e se o final não foi o que vc esperava, bom, isso de certa forma é bom né, fiquei curiosa com a série dos livros, mas não sei se leria..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu!

    Li as resenhas anteriores, e o conceito do livro é até interessante, mas ainda não tive vontade de lê-lo.

    Fiz uma indicação ao seu blog no post de hoje, vê lá!

    Grande abraço!
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Tenho muita curiosidade por esta série, mas não sei se vou chegar a lê-lo, minha lista de leitura só aumenta.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sempre ouço falar, mas não sabia que esse livro fazia parte de uma série.
    Quero ler essa série e já me vejo torcendo para Levana, amo uma vilã do mal MEXXMO! kkk.
    E acho super legal quando as princesas tem personalidade.
    A série foi para a minha lista de futuras leituras.
    Amey a resenha.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu!! Eu super me divirto com as imagens das suas resenhas Lu rsrsrsrs E adoro acompanhar sua leitura dessa série, sempre me faz lembrar que eu quero ler e o quanto ela boa, incrível como mantém o alto nivel em todos os livros! Adorei a resenha.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Gosto tanto de livros assim, não sabia que ele fazia parte de uma série, achei bem interessante! Obrigada por compartilhar! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  10. Oiii Lu


    Aii que tudo essa resenha , preciso ler Winter urgente. Amo Cress e Thorne, aliás ele é fantástico, hilário, sarcástico e muito charmoso. Cress tb é ótima, mas acho que Thorne é quem ilumina a coisa toda mesmo. Porém, ainda amo de paixão o Wolf e a Scarlet....rsrs, gosto como se desenvolveu o romance deles, as reviravoltas na vida dos dois e tals, essa série é demais mesmo, acho que será daquelas que quando terminar de ler vou sentir saudades.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Parece ser um ótimo livro, tô tão parada com leitura, quero voltar e estou anotando os seus livros aqui por que tem muitos que pretendo ler.
    Beijinhos <3
    Blog Reflexo Brilhante

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu! Tudo bom?
    BERREI quando vi que era resenha de Winter, ESSE MOMENTO É MEEEEEEEEEEU! Tava muito ansiosa pra ver sua reação com esse livro JKASUOFASBOUASGBUOASGBUOASG
    JACIN E WINTER É MUITO OTP NÉ? Eu achei que eles acabariam sendo o ship mais whatever pra mim mas DEUS ME LEVA que eles viraram meu 2 favorito; quanto sofrimento e quanto amor e devoção um pelo outro <3
    Thorne e Cress é minha religião. O que a Marissa fez escrevendo esses 2 dificilmente vai ser visto no mundo novamente; Han Solo e Leia feelings.
    PAOLA BRACHO DE LUNA, SOCORRO AUHSUHASUHASUHASUHASUHASUHASUHAS vou adotar, quero camisetas. Definiu perfeitamente a Levana. O QUE FOI ELA NAQUELA CENA FINAL? Eu fiquei 'amiga, se acalma, toma um rivotril'.
    Amei sua resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Lu

    Deixando só minha presença marcada pq você não colabora e resenha um livro dessa série atrás do outro e já tô cansada de falar que não quero ler e provavelmente você tá cansada de ler essa minha justificativa... sigamos em frente! Hahahahahaha
    Que bom que no final das contas as histórias conseguiram ter uma cara própria...bacana.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Lu!
    UM TIRO EM FORMA DE TIRO. Eu nao sei lidar com essa serie. Esse meme deve representar universalmente quem sofreu lendo essas paginas kkkkk, PQ MDS. JA NAO SABIA MAIS LIDAR COM TANTO SOFRIMENTO, Ja tava meio aerio de tanta confusao KKK.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)